Videogame e desenvolvimento infantil: quais os verdadeiros impactos?

Videogame e desenvolvimento infantil: quais os verdadeiros impactos?

Até pouco tempo, os jogos virtuais eram vistos como os grandes vilões para as crianças: imersas em um mundo que não era real, elas estariam gastando o tempo que deveria ser focado no aprendizado com uma atividade que pouco acrescentaria para o crescimento físico e intelectual.

Essa afirmação poderia até fazer sentido quando os primeiros jogos foram lançados. Porém, atualmente, há uma enorme gama de opções que trabalham desde o ensino de disciplinas do currículo escolar até a coordenação motora das crianças. Com isso, videogame e desenvolvimento infantil vão se tornando grandes aliados e pesquisas já comprovam os benefícios desse recurso no aprendizado.

Preparamos este conteúdo especial para explicar melhor sobre quais são os reais resultados que o uso dos videogames, quando bem monitorados, podem trazer para o dia a dia dos seus filhos. Ficou interessado em saber mais? Então continue a leitura!

Os diferentes tipos de desenvolvimento da criança

Qualquer tipo de jogo ou atividade lúdica pode contribuir para a jornada de crescimento de uma criança. Essas diferentes formas de aprendizado já foram incorporadas ao ensino tradicional há algum tempo e fazem parte do dia a dia das crianças. O videogame é apenas uma modernização do trabalho que já era realizado: agora, tudo passa a ser digital.

Antes de falarmos sobre a aplicação das tecnologias, conheça mais sobre quais os principais tipos de desenvolvimento que toda criança precisa, independentemente da idade!

Desenvolvimento cognitivo

É a cognição que fará com que o seu filho consiga interpretar aquilo que está ao redor e quais ações ele deve tomar no dia a dia de acordo com cada estímulo que receber. Para melhorar o desenvolvimento cognitivo das crianças, realizar atividades que estimulem o raciocínio lógico, a linguagem e a memória precisam ser realizadas.

Desenvolvimento físico

Jogar, saltar, dançar, ter coordenação motora e, até mesmo, aprender a se alimentar corretamente: tudo isso faz parte do desenvolvimento físico das crianças. Brincadeiras que estimulem o movimento de todo o corpo são ideais, mesmo que seu filho tenha dificuldade em relação a alguns movimentos.

Desenvolvimento social

Para que a criança aprenda desde pequena a conviver em sociedade, é preciso promover a integração com os colegas de sala e da escola. Ensiná-los a conversar, a dividir os brinquedos e a respeitar o próximo são algumas das atitudes que devem ser tomadas não apenas no ambiente escolar, mas também em casa.

Desenvolvimento afetivo

O desenvolvimento afetivo está ligado à criação de laços: explicar o que é o amor, a importância do carinho e o valor da família e dos amigos na vida da criança são importantes passos para ter ao seu lado filhos mais bondosos. Essa harmonia de sentimentos também influencia no desenvolvimento social, pois crianças mais afetuosas tendem a conquistar mais as pessoas.

A tecnologia dos videogames e desenvolvimento infantil na prática

Agora que você já sabe um pouco sobre quais são os tipos de estímulos que o seu filho precisa receber para continuar se desenvolvendo, veja alguns exemplos de jogos que podem ser utilizados como forma de complementar o currículo básico de ensino, tornando a sala de aula mais dinâmica e sendo uma boa opção de diversão em casa.

Motivando a prática de exercícios

Além dos esportes tradicionais, os alunos podem mexer todo o corpo com os jogos de videogame. O Just Dance é um dos exemplos: é só escolher uma música e repetir a coreografia ensinada pelo game. A pontuação é contada a partir da leitura de movimentos do corpo que os sensores fazem. Quanto mais passos corretos, maior a pontuação!

Incentivando o cuidado

Aprender mais sobre a fauna e a importância do cuidado com os animais e com a natureza: tudo isso é possível com o Kinectimals. A criança é responsável por tomar conta de um filhote felino e fazer as atividades que ele precisa para sobreviver, como dar comida e banho. Também é possível ensinar alguns truques aos bichinhos e fazer carinho neles!

Reforçando a atenção

Seu filho parece vidrado demais em um determinado jogo criativo? Vale lembrar que os games também são um importante reforço da atenção e do foco para atingir objetivos, o que é muito importante no dia a dia. Os famosos jogos arcade, como o Tetris, são um exemplo disso. Qualquer descuido faz com que as peças que caem do alto não tenham encaixe com as que já estão empilhadas embaixo e, com a sucessão de erros, você perde.

Aprendendo um novo idioma

Muito dos jogos de videogame não foram traduzidos para o português ou não têm a opção de selecionar o idioma desejado. Utilizar os jogos totalmente em inglês, por exemplo, são uma forma de ampliar o seu vocabulário com os mais diferentes assuntos, desde comandos básicos, que são pedidos para avançar no jogo, até os detalhes de cenário, por exemplo.

Pais e escolas como aliados

Quando os videogames são inseridos no dia a dia dos pequenos, é importante que haja um acompanhamento dos pais para definir limites, como a frequência de uso dos videogames durante a semana e a quantidade de tempo permitida para brincar, além de definir com quais jogos ele poderá interagir e se essa será uma atividade individual ou para conectar toda a família.

Isso porque os jogos digitais podem ser excelentes para o aprendizado, mas também não podem comprometer as outras atividades escolares que a criança tenha, como as leituras e deveres de casa. Os videogames também não devem ser substitutos de atividades ao ar livre, de aulas extra-classe e da interação com os colegas do condomínio ou do bairro.

Nesse processo, as escolas podem colaborar com os pais, indicando quais são os jogos mais recomendados, de acordo com determinadas faixas etárias, quais tecnologias utilizar para acessá-los e o que pode ser utilizado como complemento ao que já está sendo visto dentro da sala de aula.

Quando o seu filho já estuda em um sistema de ensino que valoriza o uso da tecnologia no dia a dia do aluno, essa parceria funciona ainda melhor. Isso porque, nesse caso, tais escolas já conhecem muito bem quais são os melhores caminhos para a aprendizagem no mundo digital.

Como você acompanhou neste post, videogame e desenvolvimento infantil podem sim andar lado a lado: basta conhecer e escolher as melhores opções de jogos, de forma que seu filho receba os estímulos certos para continuar crescendo.

Conheça também todos os benefícios da educação bilíngue integral: baixe agora mesmo o e-book gratuito!