treinar inglês em casa

Como treinar o inglês com as crianças dentro de casa?

“Como ajudar uma criança a treinar inglês em casa?” — essa é uma dúvida comum entre os pais que desejam apoiar e ajudar os filhos que estão aprendendo inglês. Afinal, o contato contínuo com o idioma é peça-chave para que os pequenos não só se sintam mais confiantes e habituados com outra forma de se expressar, como também para que realmente alcancem boa fluência e domínio da língua inglesa.

Pensando nisso, trouxemos algumas dicas que você pode colocar em prática para estimular as crianças a usarem, explorarem e se interessarem pelo inglês. Vamos a elas?

Utilize músicas para ensinar inglês

A primeira sugestão para treinar inglês em casa é utilizar músicas, especialmente, aquelas infantis com melodias cativantes, letras simples e refrões que grudam como chiclete. Isso porque as canções têm um alto potencial de estímulo à memória, contribuindo para expandi-la durante o desenvolvimento infantil.

Também facilitam o ato de recordar palavras que estão sendo aprendidas diariamente — o que vale tanto para a língua inglesa, quanto para a língua portuguesa. Para completar, músicas que são mais animadas e que propõem dinâmicas geram uma conexão positiva do idioma com momentos alegres e recreativos.

Isso cria uma percepção positiva das crianças em relação à língua, influenciando fortemente os processos cognitivos envolvidos no aprendizado (como atenção, raciocínio, linguagem etc.).

Procure brincadeiras para ensinar o idioma

Para aprender inglês, uma boa dica é procurar por brincadeiras que ensinem o idioma e, de quebra, promovam um ganho de conhecimento sobre cultura, tradições e costumes de países de língua inglesa. Afinal, nada melhor do que aprender enquanto se diverte, concorda?

Por isso, aposte em atividades que usem fantasias e façam referência às datas comemorativas no exterior, como o Halloween, o St Patrick’s Day e o Saint David’s Day. Isso vai aproximar seus filhos da realidade de um nativo desses locais.

Para completar, também é interessante fazer uso de jogos da memória, jogos de cartas mágicas, tabuleiros e caça ao tesouro, brincadeiras que desafiam as crianças a terem contato com o vocabulário, a ortografia e a gramática do idioma inglês — aspectos importantes para uma boa comunicação.

Escolha jogos eletrônicos em inglês

Os jogos eletrônicos para videogames e consoles portáteis fazem parte da diversão e do entretenimento de muitas crianças. Por isso, que tal aproveitar esse momento para inserir alternativas de jogos que sejam 100% em inglês?

Ao utilizá-los, as crianças passam por um processo cognitivo muito valioso, dividido em três etapas: memorização, associação e aprendizagem, ou seja, primeiramente, elas identificam e gravam na mente as palavras e frases que aparecem na tela. Em seguida, começam a fazer relações entre esses termos e os comandos que os personagens executam (objetos e atividades que são mostrados em cada nova fase e ações que podem ser feitas no menu de navegação). Por fim, eles aprendem não só o significado das palavras constantes no jogo, mas também aprendem a forma de pronunciá-las, já que é comum os jogos terem narração.

Ofereça livros didáticos em inglês

Além do que já foi dito, é uma boa ideia oferecer livros em inglês para que as crianças não só se habituem a ler em outro idioma, como aperfeiçoem essa habilidade, conhecendo novas palavras e tendo mais contato com a gramática inglesa. Você pode começar, por exemplo, oferecendo a elas algumas obras didáticas que misturam pequenos contos, ilustrações e exercícios que estimulam o aprendizado da língua.

À medida que as crianças evoluem o reading e se mostram mais seguras nessa atividade, você pode mudar os títulos e apresentar a elas alguns livros mais completos, como os contos de fada (Rapunzel, a Pequena Sereia, a Bela e a Fera etc.).

Geralmente, são contos curtos, com uma linguagem bem leve e simples, e os pequenos muitas vezes já conhecem tais histórias, o que acaba aumentando o interesse e a imersão nas referidas narrativas.

Promova pequenas conversações no idioma

Outra dica para incentivar e melhorar a fluência em inglês é praticar com os pequenos alguns diálogos no dia a dia. Mas fique tranquilo(a)! Não precisa ser nada mirabolante, longo ou complexo. Nada disso. A ideia é que essas conversas sejam pequenas e rápidas, explorando e fazendo uso de coisas corriqueiras.

Por exemplo, que vocês falem sobre assistir a um programa de TV, preparar alguma comida para toda a família, planejar o próximo passeio do fim de semana, debater sobre os seus brinquedos favoritos e por aí vai. O bom é que não sejam apenas os pais a participarem desses momentos. Irmãs e irmãos mais velhos, tios, tias e avós são super bem-vindos!

Com isso, as crianças têm a oportunidade de praticar a língua fora do ambiente escolar, enriquecendo o seu vocabulário com expressões e termos específicos de determinados ambientes e situações, além de terem a chance de aperfeiçoar o raciocínio e o pensamento abstrato em outro idioma.

Proponha desafios de vocabulário

Por fim, proponha alguns desafios de vocabulário para que as crianças tenham como treinar inglês em casa com mais autonomia, personalizando e tomando a dianteira no próprio aprendizado. Tais desafios podem funcionar da seguinte forma: você propõe que os pequenos usem o dicionário, os livros e outros materiais didáticos para encontrarem palavras novas todos os dias.

Peça para que eles vejam como elas são escritas, pronunciadas e em que contextos são usadas. Depois disso, você entra em cena para avaliar quais foram as novas descobertas e, é claro, ajudá-los a experimentar tais palavras nas mais diferentes situações do dia a dia. Inclusive, tais palavras podem se tornar tema das conversações que vocês têm e dar origem a questionários e tarefas que exercitem o conhecimento das crianças sobre a língua inglesa.

Como você viu, há várias formas leves, criativas e estimulantes para treinar inglês em casa. Portanto, dá para os pais e as mães não só investirem nelas, como também diversificá-las, de forma a tornar o contato das crianças com a língua inglesa algo natural em sua rotina. Você verá como, em pouco tempo, essas medidas vão surtir efeito e contribuir para o domínio desse idioma desde a infância!

Gostou do tema do post? Aproveite e entre em contato conosco para saber mais sobre como o ensino bilíngue pode acelerar e contribuir para esse processo!