Países para intercâmbio: 7 opções que vão além de EUA e Canadá

Países para intercâmbio: 7 opções que vão além de EUA e Canadá

A importância de um intercâmbio não cabe em poucos parágrafos: proficiência em outra língua e o desenvolvimento de responsabilidade e autonomia são apenas algumas das vantagens de uma experiência internacional.

Agora, para proporcionar esse grande passo na vida do seu filho, você precisa pensar em opções de países para intercâmbio. Provavelmente, os primeiros nomes que vêm à sua mente são Estados Unidos e Canadá, não é? Mas e se dissermos que outras possibilidades são igualmente ou até mais interessantes? Sim! Nações fora dessa rota tradicional estão ficando cada vez mais em alta.

Um dos motivos é a cotação do dólar, que está lá em cima. Isso acaba pesando no orçamento e fazendo muitos pais repensarem o intercâmbio dos filhos, buscando opções mais em conta. É sobre isso que vamos falar! Confira 7 alternativas de excelentes países para intercâmbio!

1. Austrália

Sabia que o dólar australiano é muito mais barato do que o americano? Para você ter uma ideia, em julho de 2019, o primeiro chegou aos R$ 2,60, enquanto o segundo passou quase o ano todo acima dos R$ 4,00.

Isso faz com que a Austrália seja uma boa opção entre os países para intercâmbio na língua inglesa. Mas não é só a moeda australiana que é convidativa, não! Conhecido pelas ondas que atraem surfistas do mundo todo, o país abriga algumas das cidades mais desenvolvidas do globo, como Sidney e Melbourne.

Além de uma excelente opção para aperfeiçoar o Inglês aprendido na escola, a Austrália proporciona uma experiência muito rica. Afinal, é um local de grande diversidade, tanto em relação à cultura quanto à natureza, já que o país tem animais que só existem lá e paisagens que vão de montanhas nevadas a desertos.

2. Cidade do Cabo

Se o objetivo é fugir da alta do dólar, saiba que o rand africano está desvalorizado em relação ao real, custando pouco mais de R$ 0,20. Mas o valor reduzido só diz respeito à moeda mesmo, e não à experiência. Para começar, a Cidade do Cabo tem nada menos do que 11 idiomas oficiais, incluindo o Inglês.

Isso quer dizer que o seu filho pode praticar a língua inglesa — que é falada por praticamente toda a população —, mas também conhecer de perto diversas línguas nativas do continente africano, como o Zulu e o Afrikaans. Sem contar nas atrações do país, como a icônica Table Mountain, uma das 7 maravilhas naturais do mundo.

3. Nova Zelândia

Agora, imagine um país tranquilo de uma ponta a outra e com um dólar beirando os R$ 2,60: essa é a Nova Zelândia. Justamente pelo clima de segurança, além de índices de educação que despontam entre os melhores do mundo, o país tem sido cada vez mais procurado para intercâmbios High School.

Em 2017, a revista britânica The Economist elegeu o país como o mais eficiente em preparar crianças e adolescentes para o futuro, no relatório Global Human Capital. Esse resultado colocou a Nova Zelândia à frente de países reconhecidos pela educação de qualidade, como a Finlândia e a Suíça.

4. Malta

Agora, se seu filho faz questão de pesquisar países para intercâmbio na Europa, também temos uma dica: a República de Malta. Trata-se de um arquipélago localizado ao sul da ilha italiana de Sicília e ao norte do litoral africano.

Além de ser um destino fora das rotas turísticas europeias, o que garante uma estadia mais tranquila aos intercambistas, Malta tem uma cultura peculiar, com fortes influências principalmente da Itália e do Reino Unido. Sem contar que as terras maltesas foram cenário da série Game of Thrones, o que provavelmente deixará seu filho empolgado!

Uma das maiores vantagens do intercâmbio em Malta é que, por mais que a moeda oficial seja o euro, o custo de vida é considerado relativamente mais baixo do que em outros países da Europa. Assim, o investimento no intercâmbio fica mais equilibrado, levando em conta que o estudante pode permanecer no programa por vários meses.

5. Argentina

Para os pais que não conseguem lidar com a ideia de ter os filhos tão longe e temem a síndrome do ninho vazio, a dica é investir em países para intercâmbio que ficam mais próximos do Brasil, como a Argentina.

A terra dos hermanos é perfeita para os estudantes que querem praticar o Castelhano, conhecido como Espanhol Argentino. Repleta de cultura em sua arquitetura e gastronomia, a Argentina também chama a atenção por ser um país acolhedor.

Com costumes relativamente parecidos com os brasileiros, a adaptação do seu filho também sai beneficiada. Sem contar que os custos são relativamente baixos, já que se trata de um país vizinho e com uma moeda mais próxima do real.

6. Singapura

Inglês e Mandarim estão entre os idiomas oficiais de Singapura, que também fala o Malaio e o Tâmil. O país multilíngue é, também, multicultural e proporciona uma reviravolta na vida de seu filho, que terá contato com os costumes de um povo oriental completamente diferente.

Templos budistas e hindus, a famosa ópera chinesa da dinastia Ming, apresentações folclóricas do Ano Novo Chinês, culinária com influência tailandesa: tudo isso com uma das maiores economias do mundo e um cenário digno de filme de ficção científica, repleto de arranha-céus extremamente modernos.

Não se preocupe quanto ao aprendizado da segunda língua pelo seu filho: apesar do multilinguismo no país, a maioria da população fala o Mandarim, um dos idiomas mais falados no mundo, e o Inglês, sendo que este último é utilizado nas escolas.

7. Chipre

Chipre é uma ilha grega do Mar Mediterrâneo, localizada entre países de cultura extremamente marcantes: a Turquia ao norte, o Líbano ao lado e o Egito abaixo. O local é conhecido por ter um dos litorais mais belos do mundo. Imagine proporcionar ao seu filho a experiência de conhecer esse paraíso?

Mas não é só por conta das belezas naturais que a ilha tem chamado atenção de intercambistas. No local, também há cursos de idiomas de grande qualidade na língua inglesa, embora o idioma oficial seja o Grego. Ainda reserva uma riqueza arqueológica sem igual, representando uma verdadeira imersão histórico-cultural.

Gostou dessas 7 opções de países para intercâmbio? Como você viu, há muita coisa boa além dos EUA e do Canadá, não só pelos custos mais amenos, mas também pelas expressões culturais diferenciadas. Assim, seu filho pode aperfeiçoar a segunda língua e passar por uma vivência incrível.

Aproveite sua visita e baixe gratuitamente o Guia para preparar seu filho para um intercâmbio!