Entenda como o ensino híbrido pode turbinar sua preparação para o vestibular

Entenda como o ensino híbrido pode turbinar sua preparação para o vestibular

O vestibular é uma fase decisiva para a carreira acadêmica e profissional de uma pessoa. As oportunidades que essa prova reserva podem transformar a sua vida — por isso, é importante investir em uma boa metodologia de estudo. Nesse sentido, o ensino híbrido surge como uma forma de otimizar o aprendizado.

Prestar o vestibular é uma grande responsabilidade, mas você não deve se desesperar. Chegar ao dia da prova bem preparado é fundamental para fazer o teste com segurança e ter um bom resultado.

Por isso, preparamos este artigo para você conhecer mais sobre essa inovação no ensino, suas vantagens e a importância da tecnologia no preparo para o mercado de trabalho. Boa leitura!

O que é ensino híbrido?

Hoje, o ponto-chave da educação é compreender que o processo de aprendizado de cada aluno é único, o que não significa que um seja melhor que o outro, e sim que as pessoas aprendem em velocidades, níveis e de formas diferentes.

Ao considerar as particularidades de cada indivíduo, é possível perceber que o modo de ensinar não pode ser o mesmo para todos. Nesse sentido, surgiram as metodologias pedagógicas de aprendizado ativo, como o ensino híbrido.

O termo híbrido se refere a algo que vem da mistura de dois ou mais elementos diferentes. Nesse caso, esses princípios são o ensino presencial e o ensino à distância.

Para entender o que é ensino híbrido, basta saber que ele utiliza a tecnologia como ferramenta de suporte para potencializar o aprendizado de cada estudante. Os modelos de ensino híbrido são classificados em dois grupos:

  • sustentado: apresenta algumas características do ensino tradicional, combinadas com os recursos e benefícios de um ambiente virtual de aprendizagem;
  • disruptivo: rompe os padrões estabelecidos de ensino, sem utilizar o formato de sala de aula como a conhecemos.

O modelo tradicional de ensino e aprendizagem coloca o protagonismo e o foco da educação no professor, enquanto um dos pontos principais do ensino híbrido é que o aluno é o protagonista do próprio processo de aprendizado.

Nessa metodologia, o estudante pode completar as tarefas no seu próprio ritmo, tempo e da forma que acredita ser mais eficaz. Nesse momento, a tecnologia é uma importante aliada, pois permite que o aluno use o computador, o smartphone ou o tablet para assistir a videoaulas, realizar pesquisas ou aprender com jogos educacionais. A autonomia individual é altamente estimulada e valorizada.

Quais são as vantagens do ensino híbrido para quem se prepara para o vestibular?

O ensino híbrido une o que há de melhor nas modalidades de educação. De forma simples, o meio online dá flexibilidade e autonomia aos estudantes, além de permitir que todos aprendam sozinhos e explorem suas capacidades fora da sala de aula.

Já a parte presencial permite a troca de experiências pessoais e uma comunicação em tempo real. Conheça as principais vantagens de escolher esse modelo de ensino ao estudar para o vestibular.

Autonomia

No ensino híbrido, os estudantes são corresponsáveis pelos conteúdos que aprendem. Eles precisam gerenciar seu tempo e suas técnicas de estudo, além de serem incentivados a participar da escolha dos assuntos e encontrar materiais para direcionar sua aprendizagem.

Os planejamentos são feitos de acordo com a disponibilidade e a necessidade de cada aluno. Essa autonomia é transformada em motivação e os estudantes ficam livres para orientarem seus estudos na direção que acharem mais interessante. Nesse caso, o professor fica responsável por acompanhar e supervisionar os pontos mais importantes.

Flexibilidade

A flexibilidade para se dedicar aos estudos é outra vantagem importante. Como os estudantes não precisam frequentar a instituição de ensino todos os dias, não há tanta rigidez na rotina.

Isso é um ponto positivo para quem tem outras atividades para conciliar. Além de definir seus horários, o aluno pode estudar em qualquer lugar e no horário que preferir — basta ter um dispositivo eletrônico e acesso à internet.

Engajamento

Como as aulas tendem a ser mais interessantes, mantendo alta a concentração dos alunos, a conexão entre todos é maior. A turma tende a trocar informações, ter mais interatividade e compartilhar ideias. Todos trabalham juntos, visando à construção dos conhecimentos individual e coletivo.

Por englobar as melhores ferramentas das modalidades presenciais e à distância, o ensino híbrido permite que os alunos desenvolvam seu aprendizado com maior empenho e aproveitamento.

Confiança

As metodologias ativas de ensino incentivam debates, permitem realizar projetos e desenvolver eixos temáticos. Quando aplicadas ao vestibular, o resultado são alunos que compreendem melhor a matéria estudada e não se restringem a decorar macetes para responder a prova.

Além disso, o desenvolvimento de várias habilidades cognitivas e sociais e a melhor retenção dos assuntos contribuem para dar maior tranquilidade, confiança e velocidade ao aluno no momento do vestibular.

Como tecnologia, universidade e mercado de trabalho se relacionam?

Faculdades e empresas estão cada vez mais ligadas à tecnologia, sejam elas de que área forem. Afinal, o meio educacional e o setor de negócios precisam acompanhar a evolução e as mudanças tecnológicas.

Até mesmo quem decide empreender e ser dono do próprio negócio deve ter autonomia sobre a força de trabalho, baseando-se em estratégias tecnológicas para a gestão do tempo. Por isso, ter contato com as possibilidades que a tecnologia oferece desde o vestibular é fundamental para se desenvolver maior maturidade nesse sentido.

O mercado globalizado apresenta necessidades que dizem respeito à mudança de consciência profissional. Mais do que seguir tendências, é importante modificar a própria postura diante da nova realidade. É necessário estar aberto a novas possibilidades, sempre buscando apresentar inovações.

Um bom profissional deve se capacitar com frequência, mesmo em áreas que não sejam correlatas ao seu campo principal de atuação, pois isso potencializa sua carreira e abre novos caminhos. A grande concorrência do mercado faz com que seja essencial buscar conhecimento por meio de formação superior, do aprendizado de idiomas e de atualizações em cursos pontuais.

O ensino híbrido não deixa de lado os conteúdos programáticos cobrados nos principais vestibulares, mas a metodologia ativa não se restringe à repetição de assuntos com o objetivo de decorar conceitos e fórmulas. Em um cenário de tantas transformações tecnológicas e comportamentais, essa forma de ensinar é fundamental para efetivos ganhos acadêmicos, começando pela aprovação em provas bastante concorridas.

Gostou de conhecer mais sobre a metodologia ativa de ensino? Então, entre em contato conosco e tenha os melhores resultados, mesmo nos vestibulares mais concorridos!