Criança desmotivada: como lidar e melhorar essa questão!

criança desmotivada
6 minutos para ler
Qual atividade extracurricular é a cara do seu filho?

Não sabe o que fazer com a criança desmotivada? Entender as razões da falta de estímulo é fundamental para conseguir ajudar o seu filho da melhor forma possível. Para isso, procure saber se aconteceu algo nos últimos tempos com seu pequeno, se houve alguma mudança que afetou a sua motivação.

Ao conseguir identificar a causa do problema, você poderá pôr em prática algumas estratégias que visem garantir o bem-estar da criança e fazer com que ela retome o interesse pelas atividades de seu dia a dia.

Quer descobrir como é possível motivar as crianças? Então, não deixe de conferir todas as dicas que elaboramos para você neste artigo. Vamos lá?

Tente algo novo com seu filho

A criança desmotivada tende a perder interesse nas tarefas simples do seu cotidiano. Nesse momento, é importante tentar algo novo com seu filho.

Um bom exemplo disso são as manifestações artísticas, como teatro e dança. Isso porque, por meio dessa ação, é possível melhorar o aspecto social e cognitivo do pequeno. Da mesma forma, ele conseguirá ter maior sensibilidade, senso crítico e criatividade.

Por meio da arte, também é possível desenvolver as habilidades sociais do seu filho, fazendo com que ele possa trabalhar melhor a coletividade, respeitando as diferenças e valorizando a diversidade. Assim, ele poderá ter um gerenciamento dos seus impulsos e sentimentos, além de saber se expressar melhor com as pessoas do seu convívio, seja por meio da linguagem verbal, seja corporal. 

Faça elogios sobre o esforço de seu filho

Um hábito muito comum dos pais é só elogiar os filhos quando eles conseguem alcançar grandes feitos, como ganhar um prêmio na escola, por exemplo. Contudo, para garantir que a criançada não perca a motivação, é fundamental que você também valorize as pequenas vitórias alcançadas no dia a dia. 

Por exemplo, se a criança conseguiu tirar uma boa nota na atividade de casa, ou se ela acertou uma questão da tarefa, faça um elogio, mesmo que o resultado não tenha sido o esperado. Se pode parecer algo sem tanta importância para você, para o seu pequeno faz toda a diferença, visto que é a partir desses esforços que se consegue ter mais força de vontade para alcançar os seus objetivos.

Convide a criança a praticar o autoconhecimento

Praticar o autoconhecimento é uma estratégia que deve ser utilizada para ajudar a criança desmotivada. Na prática, você deve instigá-la a tentar se entender. Para isso, é importante questionar suas motivações, ações e percepções diante do mundo. As situações de conflito são excelentes oportunidades para que seja feita uma autorreflexão. 

Por exemplo, se o seu filho teve um ataque de birra, depois que os ânimos se acalmarem, convide-o a perceber quais são os seus gatilhos. Nesse momento, é importante perguntar o motivo que o fez ficar bravo e qual seria a melhor solução para resolver o problema. A partir disso, será mais fácil que ele entenda esses sentimentos e faça uma autorregulação das ações, garantindo uma melhor motivação.

Use brincadeiras na educação infantil

As brincadeiras também são excelentes para dar mais ânimo à criança desmotivada. Por meio de atividades como pique-esconde, pular corda, jogos de colorir e diversas outras dinâmicas, é possível instigar ainda mais a criançada a querer participar das atividades com os colegas e familiares. 

Mas não se esqueça de que é importante que os pais também supervisionem essas brincadeiras. Assim, será mais fácil garantir a segurança dos pequenos e evitar que eles sofram algum acidente durante o seu momento de diversão, por exemplo. 

Na educação infantil, também se podem usar jogos de mímica e de tabuleiro. Eles são ótimas opções não só para motivar os pequenos, mas também para melhorar a sua cognição, garantindo benefícios até mesmo nos estudos. 

Cuide da alimentação da criança

Cuidar da alimentação é um ponto crucial para fazer com que a criançada tenha ânimo suficiente para os estudos e brincadeiras. Isso porque os nutrientes dos alimentos garantem uma melhora no bem-estar físico e mental das pessoas, além de dar mais disposição e melhorar o raciocínio para a execução das tarefas cotidianas.

Se o seu pequeno não se alimenta direito, é importante que você conte com o apoio de um nutricionista. Esse profissional conseguirá entender melhor o quadro clínico do seu filho e passar uma dieta personalizada para atender às suas necessidades nutricionais. Dessa forma, ele poderá ter mais força de vontade e estímulo.

Converse com seu filho

Conversar com a criança e entender o que ela está passando é indispensável para compreender como andam os seus pensamentos e se tem algo que a incomoda. Para isso, coloque-se à disposição para ouvir tudo o que seu filho tem a dizer.

Mas não se esqueça de que você não está ali para julgar, mas para acolher. É importante que, nesse momento, os pais não briguem com os seus filhos, mas entendam exatamente o que os aflige, para que consigam solucionar os possíveis problemas da melhor forma possível.

Caso perceba que o pequeno está com alguma dificuldade com um amiguinho da escola, por exemplo, vale a pena conversar com o psicopedagogo da instituição de ensino. Dessa forma, será mais fácil encontrar um meio de resolver a questão.

Tudo deve ser solucionado de forma pacífica e amigável. Lembre-se de que o seu filho se espelha em suas atitudes e, se você quiser que ele se torne um adulto exemplar, é preciso que você também dê o exemplo dentro e fora de casa. 

Como você pode perceber, é possível pôr em prática diversas estratégias para ajudar a criança desmotivada a voltar a ter interesse em suas atividades. Vale a pena tentar experiências diferentes, além de valorizar os esforços do pequeno e convidar a criança a praticar o autoconhecimento. A partir disso, será possível garantir que haja mais estímulo nos estudos, nas brincadeiras com os amigos e nas atividades cotidianas com os familiares. 

Gostou deste conteúdo? Que tal seguir as nossas páginas nas redes sociais? Estamos no Instagram, Facebook e YouTube, Assim, você ficará por dentro de mais temas do seu interesse.

Você também pode gostar