Quer passar no vestibular direto? Conheça 6 técnicas de estudos!

Ingressar em uma grande instituição de ensino superior é o sonho de milhões de estudantes ao redor do mundo, que estão concluindo o ensino médio e se preparado para esse momento mágico. Mas nem todo mundo consegue ingressar na faculdade logo na primeira tentativa.

Quer passar no vestibular direto? Fique atento: neste artigo, vamos listar 6 técnicas de estudo extremamente eficientes, que podem ajudar você a aumentar seu desempenho nos estudos, conseguindo armazenar na memória (e entender) uma quantidade muito maior de informações. Além disso, uma das técnicas ainda ajuda a diminuir a ansiedade na hora dos exames. Vamos lá?

1. Resolva as provas anteriores

Essa primeira técnica é absolutamente essencial para todo estudante que quer ter mais confiança na hora de prestar o vestibular. Essa é a técnica que ajuda a diminuir a ansiedade no momento da prova. Ao resolver questões que já foram abordadas no vestibular de uma instituição, o candidato consegue entender o tipo de pergunta que é apresentado (isso varia bastante entre faculdades), sua estrutura típica e abordagem. Dessa forma, ficará mais fácil entender esses aspectos quando você estiver com a prova em mãos.

Busque resolver o maior número possível de testes. Dessa forma, você conseguirá mapear suas dificuldades, bem como superá-las, entenderá seus pontos fortes e conseguirá otimizar o tempo dos estudos. Além disso, no exame que estiver fazendo, é possível se deparar com uma questão muito parecida com outra que já foi abordada em provas anteriores (e que você resolveu!).

2. Faça resumos e fichamentos

Passar no vestibular requer estudos sistemáticos e produtivos. E uma das técnicas mais eficientes nessa jornada é a realização de resumos dos materiais estudados. Acredite: ler um texto, fechar o livro e passar para outro texto é uma forma muito menos eficaz de estudar do que ler esse material e fazer um resumo dele com suas próprias palavras. O resumo pode ser estruturado em forma de texto corrido, ou em tópicos.

Já os fichamentos são muito eficientes por serem uma síntese esquemática do material lido. Eles contêm os dados mais importantes do capítulo ou do livro estudado, e são excelentes mecanismos de rememoração daquilo que foi abordado. Existem várias formas de fazer um fichamento, e eles são ótimos para organizar uma boa bibliografia. Essa técnica será muito utilizada na faculdade, qualquer que seja o curso escolhido.

3. Elabore cartões de memória e teste-se

Essa é uma das técnicas mais eficientes de todas. Trata-se de escrever em pequenos cartões os conceitos principais de um material de estudos (o livro-texto da matéria, por exemplo). Depois, ler cada um dos cartões e buscar, na própria memória, a explicação para aquele conceito, o que ele significa e como se relaciona com o contexto da disciplina.

Distribuir a repetição das leituras dos cartões ao longo do tempo será ainda mais eficiente. De acordo com pesquisa publicada pela Associação de Ciências Psicológicas dos Estados Unidos, coordenada pelo professor John Dunlosky, a técnica dos cartões é eficiente porque produz um rastro de memória bem elaborado, com base nos conhecimentos já adquiridos pelo estudante.

4. Crie mapas mentais

Outra técnica muito importante para os estudantes que querem passar no vestibular é criar mapas mentais dos conteúdos estudados. O mapa é um diagrama com palavras, ícones e flechas, que cria uma ordem lógica e hierárquica entre informações. É a melhor forma de ver a matéria de forma sistêmica, em um só quadro.

Os mapas precisam, antes de qualquer coisa, fazer sentido para o estudante. Se você elaborar um diagrama sobre química orgânica, por exemplo, ele tem de fazer sentido para você. Outra pessoa pode pegar o seu mapa, ficar totalmente confusa e não ver lógica no que você desenhou. O mapa mental é uma ferramenta pessoal do aluno.

Por isso, nada de baixar mapas prontos da Internet. Construa o seu e insira nele desenhos, cores e elementos visuais que expressem o que a matéria diz, com rigor e sentido para você.

5. Simule apresentações

Muita gente fica com calafrios só de imaginar a possibilidade de fazer uma apresentação pública. Calma, você não precisa fazer uma grande apresentação do conteúdo estudado para uma plateia antes da prova. A ideia aqui é que você apresente para si mesmo, de preferência na frente de um espelho, o conteúdo estudado nas matérias. Atue de fato como se estivesse apresentando o material para um público de pessoas que precisam entender o que está sendo exposto.

Essa é uma excelente forma de você melhorar a formulação de ideias, torná-las mais claras e, consequentemente, ter um desempenho melhor no momento de passar tudo para o papel.

Se você quiser potencializar ainda mais essa técnica, apresente-se para seus pais e para os colegas mais próximos e que tenham o mesmo interesse que você. Essa técnica é útil até mesmo para detectar aqueles pontos fracos que nem sempre percebemos que temos em relação à matéria estudada. Se a simulação for com seus colegas, peça a eles para fazerem questionamentos. Assim, você sairá da zona de conforto das perguntas cujas respostas já estão na ponta da sua língua.

6. Use técnicas mnemônicas

Essa técnica é muito boa para assuntos que precisam apenas de memorização, como fórmulas ou números de leis. Trata-se de usar elementos como os acrósticos, que são palavras cujas primeiras letras são dicas para o que se quer lembrar. O acrônimo é outra opção: trata-se de palavras cujas letras representam outras palavras.

Outra possibilidade é pegar aquela música de que você gosta e transformar a letra em algo relacionado à matéria que se está estudando. Usar frases engraçadas que remetam ao conteúdo estudado também é uma boa dica.

E então, gostou dessas técnicas eficientes para estudar e passar no vestibular direto? Agora que você já sabe de tudo isso, evite a procrastinação e coloque em prática tudo o que leu aqui. Sem a prática, nenhuma técnica será útil.

Que tal compartilhar este post nas redes sociais e ajudar mais pessoas a terem contato com essas dicas preciosas para quem quer ter muito mais eficiência nos estudos?