Nota ruim: por que você deveria se importar com desempenho acadêmico?

Nota ruim: por que você deveria se importar com desempenho acadêmico?

A prova de matemática é amanhã, mas você passou o bimestre todo sem entender bem essa matéria, por mais que se esforçasse. Chega o dia e seu desempenho não é dos melhores. E agora? Será que essa nota ruim vai interferir em algo mais para frente? Ou talvez até comprometer seu desempenho acadêmico?

Não fique preocupado ainda. Vamos ajudar você! Entenda aqui como seus estudos no colégio acabam sendo um termômetro para entrar na faculdade, principalmente se você quer usar a nota do ENEM. Além disso, saiba como reverter essa situação e manter a motivação para estudar.

Estudos em sala de aula

Seus planos são ir bem no vestibular para entrar em uma boa instituição de ensino superior? Então você deve começar a agir agora. Além de ficar no seu histórico, uma nota baixa significa que você não aprendeu aquele conteúdo. Por isso, muitas vezes, tem que compensar estudando em dobro no cursinho.

Mas se você prestou atenção às aulas e conseguiu entender a matéria, quando for estudar para a prova tão temida será muito mais fácil. Isso porque você não vai ter que aprender tudo de novo, mas apenas relembrar.

Então, fique atento à explicação dos professores e faça sempre perguntas, caso tenha alguma dúvida. Além disso, pense no futuro. Não deixe de conferir como funciona a seleção para faculdade e também de já se preparar para o ENEM.

A conversa com os amigos pode até parecer mais interessante na hora, mas você, sendo esperto, vai pensar em longo prazo para garantir sua vaga na graduação. Com isso, já se prepara para ter a carreira que sempre quis e não aquela que apareceu no caminho.

Além da faculdade

Talvez suas metas sejam ainda maiores e você sonhe também em fazer um intercâmbio ou sair da casa dos seus pais. Não que seja ruim morar com a família — ela vai fazer muita falta — mas você precisa construir sua própria vida, não é mesmo? E nada melhor para isso do que conseguir morar sozinho ou viajar para estudar outra língua.

Ter sua independência é algo que todo jovem quer. Poder fazer seus horários, receber os amigos no apartamento e fazer exatamente o que quiser. Mas, para isso, você precisa ter uma estabilidade financeira. Afinal, as contas não vão parar de chegar no fim do mês.

E, para ter uma vida estável você vai precisar de um trabalho. Um bom trabalho, na verdade, já que não adianta ter dinheiro e não gostar do que faz. E você só vai conseguir um emprego bacana se focar agora mesmo no que faz bem e no que gosta.

Já estudar fora é um objetivo que, para muitos, parece distante. Mas um aluno esforçado sabe que é possível. Conhecer novas pessoas, ficar fluente em outra língua e aprender nas melhores instituições são coisas maravilhosas — e fazem, de fato, toda a diferença. É um mundo novo que se descortina para você. E isso é uma oportunidade para que muitas outras portas se abram também.

Mas, para isso, você precisa ser um dos melhores alunos e ser disciplinado para conseguir a vaga tão sonhada. Isso tudo mantendo a motivação para estudar e superando o desafio de uma aprendizagem em língua estrangeira. Para sair na frente, você pode começar a se preparar hoje com um ensino bilíngue, por exemplo.  

Revisão da situação

Você tem grandes metas, mas não foi tão bem nas provas e isso pode comprometer seus planos. Tudo bem, ainda tem como mudar esse cenário. Para isso, você deve evitar os erros que cometeu. Pense sempre na sua graduação e na carreira de sucesso que terá. Isso vai ajudá-lo a manter a determinação com os estudos. Confira essas dicas para se recuperar e garantir boas notas. Veja!

Tire as dúvidas depois da aula

Aproveite as horas antes ou depois de entrar em sala para falar com o professor. Durante o intervalo também é válido. Nesses momentos, ele vai poder dar mais atenção para você, o que nem sempre é possível com a turma cheia. Não enfrente as dificuldades sozinho. A escola está aí para ajudá-lo.

Aproveite o tempo em sala

O momento da explicação é o mais certo para você conseguir assimilar a matéria. Então fique bem atento, faça perguntas e também anotações. Algumas vezes, só o resumo do quadro pode não ser o suficiente na hora de revisar. Então, sempre coloque o conteúdo com suas palavras. Além disso, faça os exercícios que forem propostos. Só colocando em prática que você saberá se aprendeu mesmo.

Tenha uma agenda

Não perca a data das provas e trabalhos! Sempre que o professor marcar uma tarefa importante, anote na sua agenda. Não se esqueça de realmente usar essa ferramenta, conferindo diariamente o que tem planejado. Anote também as datas de saídas que pretende fazer. Afinal, você não é uma máquina e precisa de uma vida equilibrada.

Faça um cronograma de estudos

Fazer seu cronograma de organização é fundamental. Com ele, você pode administrar o tempo disponível para sua diversão e estudos. Deixe o seu horário em um local visível, assim você pode seguir com mais facilidade. Lembre-se de reservar um tempo para as atividades que gosta e que são importantes, como a hora da academia, um momento com a família, passeios com os amigos, além de um tempo para as séries, leituras e também para os jogos.

Mantenha a motivação

Motivação significa motivo para a ação. Ou seja, não basta decorar o conteúdo. É preciso que você saiba que aquilo o levará para mais perto das suas metas. A cada matéria difícil que precisar estudar, procure uma forma de manter o ânimo. Existem muitas técnicas para ajudar, como:

  • montar um cartaz dos sonhos;
  • colar post-its com frases de incentivo perto de você;
  • estabelecer sempre um prêmio por meta atingida.

Existem profissionais especializados para te apoiar no alcance das suas metas, que são os coaches. Eles ajudam você a manter o foco, a disciplina, a disposição para sua maratona de estudos e ainda, te ajudam a organizar um plano de ação/estudos com maior efetividade. Mas você também encontra muitos vídeos de motivação para ajudar.

Não é só uma nota ruim

Se você pensar em tudo que deseja fazer, vai perceber que o colégio é o começo do caminho. Alcançar seu intercâmbio, sua independência ou aquela faculdade bem conceituada dependem de você. Ser um aluno participativo e que se preocupa com o que estuda hoje, pensando no futuro acadêmico, é o que vai fazê-lo sair da média.

Uma vida extraordinária pede uma pessoa extraordinária. Então você deve parar de se contentar com um boletim mediano. Não é só um bimestre fraco, é sua vida. Seja o seu melhor e você terá sempre o melhor.

Não deixe uma nota ruim comprometer seu desempenho acadêmico. Use as dicas de hoje para garantir seu sucesso no futuro. E se gostou do que aprendeu aqui, não deixe de nos seguir no Facebook. Vamos lá!