Estudar no exterior: conheça as 4 opções mais procuradas

Estudar no exterior: conheça as 4 opções mais procuradas

O ensino superior teve um crescimento significativo em todo o Brasil. No total de estudantes na faixa de 18 a 24 anos, 58,5% estavam na faculdade em 2014. 7,6% destes estudantes pertenciam ao quinto estágio de pobreza, de acordo com rendimento domiciliar per capita. São mais de 2.390 instituições de ensino superior com mais de 32 mil cursos de graduação (ver dados aqui e aqui). 

Porém, embora as escolas tenham se expandido e melhorado a sua estrutura, estudar no exterior ainda é uma oportunidade única. Afinal, uma boa parte das instituições estrangeiras possuem mais anos de experiência e acesso a equipamentos de última geração, o que certamente traz um diferencial para o aprendizado do aluno. Quer saber quais são as instituições mais procuradas pelos brasileiros e quais cursos ofertam? Veja em nossa lista!

California Institute of Technology: exatas

Também conhecido como Caltech, o California Institute of Technology é um dos principais centros de pesquisa dos Estados Unidos nas áreas de Ciências Natuais e Engenharia. Possui o melhor curso de engenharia do mundo (segundo o Times Higher Education – THE) e se tornou reconhecido pelas pesquisas de ponta que produz em laboratórios de alta tecnologia, como o Laboratório de Propulsão de Foguetes da NASA. Experimentos e resultados são discutidos nos corredores, e os seminários e congressos, quase diários, contam com os maiores nomes da ciência no mundo. Fundado em 1891 poe Amoos G. Throop, empresário e político, é uma universidade relativamente pequena, com apenas dois mil alunos. 

Harvard University: exatas, humanas, negócios e ciências biológicas

Sendo uma das universidades mais conhecidas e citadas em todo o mundo, Harvard foi fundada em 1636 e é a mais antiga dos Estados Unidos. Já formou mais de 320 mil alunos, incluindo oito presidentes americanos. Al Gore (ex-vice presidente dos EUA e líder em sustentabilidade), Mark Zuckerberg e Eduardo Saverin (fundadores do Facebook), Giancarlo Francesco Civita (presidente do grupo Abril), T.S. Eliot (poeta americano) e Natalie Portman (atriz), são outros nomes prestigiados que passaram pelos corredores da universidade. Já são 47 vencedores de prêmio Nobel, 32 chefes de estado e 48 ganhadores do Pulitzer. 

Durante o processo seletivo, a instituição prega a política need-blind, ou seja, a renda dos candidatos não é levada em consideração. Os melhores são aceitos, independente de eles poderem ou não pagar por seus estudos. Para quem não pode, a universidade oferece bolsas que chegam até 100%. 

Fundada em Cambridge, Massachussets, Harvard controla um fundo patrimonial de cerca de US$37,6 bilhões, o maior dentre as universidades do mundo. Com este dinheiro, ela investe em projetos, pesquisas e custeio de alunos talentosos. A instituição é interessante tanto para estudantes da área de Humanas e Sociais, pelo prestígio da faculdade de Direito e Relações Internacionais, quanto para Negócios, Ciências Biológicas e muitos outros.

Harvard também se  destaca na engenharia, especialmente nos cursos Electrical and Electronic, Computer Science and Information Systems, Mechanical & Aeronautical Engineering, contando com um grande investimento no desenvolvimento de produtos tecnológicos. Tecnologias de inteligência artificial, dispositivos lases e robótica, além de sistemas de arquitetura para computadores recebem destaque.

Atividades extracurriculares possuem grande peso para que alunos sejam aceitos em Harvard, além da individualidade de pensamento. Veja aqui como o ensino integral pode beneficiar o seu filho neste sentido!  

University of Oxford: humanas, exatas, artes e ciências biológicas

A primeira universidade em língua inglesa no mundo é tão antiga que não se sabe ao certo quando foi fundada. Alguns historiadores dizem que as primeiras aulas da instituição começaram em 1096. Hoje, são mais de 22 mil alunos na universidade, considerada a segunda melhor do mundo, também de acordo com o THE.

A Universidade de Oxford está presente nas dez primeiras posições de vários rankings de engenharia, como você pode ver aqui, sendo também reconhecida pelos cursos na área de Artes e Humanas. A instituição já formou 26 primeiros-ministros britânicos, 120 medalhistas olímpicos, 30 líderes mundiais e 26 vencedores do Nobel. Dentre os famosos formados por Oxford, estão J.R.R. Tolkien, autor da saga Senhor dos Anéis, Lewis Carrol, conhecido pelas misteriosas aventuras da menina Alice no País das Maravilhas, Stephen Hawking, astrofísico, Oscar Wilde, escritor, e Tim Berners Lee, inventor da World Wide Web. A atriz Emma Watson, embaixadora da Boa Vontade pela ONU Mulheres, será professora visitante da instituição. 

A instituição é conhecida por não segmentar os estudantes em departamentos de acordo com cada área do conhecimento. A base do ensino em Oxford é o sistema de tutoria, no qual os alunos passam uma hora pro semana com um professor para discutir um trabalho para aquele período, geralmente uma espécie de ensaio sobre um determinado tema. Esta orientação pode ser feita pelo professor de qualquer uma das faculdades, sendo o tema determinante para esta escolha. Seminários, aulas e palestras complementam as tutorias. Por isso, estudantes de engenharia da instituição, por exemplo, podem atuar nos campos mais distintos, incluindo o desenvolvimento de dispositivos eletrô icos, fabricação de produtos farmacêuticos e design de carros. 

A Oxford se disponibiliza a oferecer bolsas de estudos, distribuídas todos os anos entre 120 alunos com base no mérito, sem que haja trabalho em contrapartida. A instituição pede cartas de ex-professores ou ex-chefes do estudante, notas altas nos exames de inglês (cerca de 7 no Ielts e 100 no Toefl), um trabalho escrito pelo candidato e notas do ensino médio. 

Stanford University: Direito, Inovação e Tecnologia

Fundada em 1891 pelo ex-governador e senador da Califórnia Leland Stanford e sua esposa Jane Lathrop Stanford, a instituição tornou-se conhecida por formar os empreendedores mais conhecidos do mundo, como Sergey Brin e Lawrence Page, fundadores do Google, Phil Knight, criador da Nike, Mike Krieger, criador do Instagram, Marcos Galperin, fundador do Mercado Livre e William Hewlett e David Packard, da HP. Além de se destacar nas áreas de tecnologia e inovação, a instituição também dá grande apoio para esportes de alto rendimento. 

O processo de seleção funciona como na maioria das universidades americanas, avaliando o desempenho do aluno no ensino médio, as atividades extracurriculares e a trajetória pessoal do aluno. Considera-se como o aluno se encaixa nas particularidades da instituição. Estudar na instituição custa em torno de US$55 mil anuais, e a instituição conta com um fundo matrimonial de quase US$16 bilhões. A política de need-based permite que sejam concedidas bolsas de estudos para alunos internacionais de até US$30 mil. 

E então, o seu filho já tem intenções estudar no exterior, conhecendo outros países e aprimorarando os estudos em outros idiomas? Clique aqui e saiba como ele pode se preparar desde o Ensino Médio para realizar este sonho!