Escola em período integral: diferença entre assistencialismo e escolarização

Escola em período integral: diferença entre assistencialismo e escolarização

Durante muito tempo, o colégio integral foi encarado negativamente por alguns pais, que carregavam o peso da perspectiva do assistencialismo nas costas. Afinal, essa educação era vista apenas como uma forma de permitir que pais e mães que trabalhavam o dia todo tivessem um local seguro para deixar seus filhos.

Mas tal concepção definitivamente não condiz com a realidade! Por isso, neste post vamos mostrar por que o ensino em tempo integral não só pode ser referência de qualidade como na verdade supera, por uma série de razões, o ensino em período regular.

Então, vamos desmistificar alguns pontos a respeito da educação em horário integral? Prepare-se para entender como sua real finalidade é promover uma melhor, mais ampla e profunda escolarização de crianças e adolescentes! Acompanhe as próximas linhas.

O tempo no ensino integral é muito bem planejado

A hipótese de que “quanto mais tempo a criança passa com os pais, mais efetiva será sua educação” já está completamente superada nos dias de hoje. Essa reversão de ideias aconteceu ao se perceber que, por mais que o contato da criança com os pais seja fundamental para o aprendizado e para sua formação psíquica e emocional, uma educação efetiva a seu lado só acontece em condições ideais.

E mesmo que esse fosse o caso, ainda seria preciso levar em consideração não apenas a quantidade, mas principalmente a qualidade. Passar tempo com os pais em atividades como assistir TV ou ir ao shopping é ótimo, mas é lazer e não uma atividade educativa.

Já em um colégio integral, as atividades são metodicamente pensadas e desenvolvidas para que misturem lazer e aprendizado na medida certa, fazendo com que a criança interaja, assimile conteúdo e se sociabilize.

Sabia que até os momentos de descanso são organizados, levando em conta que os estudantes precisam de para as atividades, para interação em grupo e também para estarem sozinhos?

Tudo isso não só permite mais qualidade e diversidade na educação do aluno como também dá mais leveza para o tempo passado com os pais, permitindo que sejam majoritariamente despretensiosos momentos de lazer.

As atividades não são brincadeiras de criança

Não se engane: atividades lúdicas não são brincadeiras inocentes com o objetivo de entreter as crianças na escola enquanto os pais trabalham. Em um colégio integral de qualidade, essas atividades envolvem jogos e tarefas estruturados cuidadosamente para estimular o convívio com os colegas, o raciocínio rápido, a interação com o ambiente e o trabalho em grupo.

Essas qualidades são necessárias não apenas para construir um adulto melhor preparado do ponto de vista pessoal, mas também para dar uma mãozinha em sua futura vida profissional. Afinal, trabalho em equipe, liderança e bom convívio certamente se farão necessários.

Na prática, se você pensar bem, logo chegará à conclusão de que não é muito comum que as crianças tenham acesso a toda essa riqueza de oportunidades quando passam mais tempo em casa, na companhia dos pais. Nesse cenário, o que acaba acontecendo com muito mais frequência é que os estudantes gastem grande parte do seu tempo com jogos eletrônicos, em frente à televisão ou ao computador.

O aprendizado na escola em tempo integral é mais significativo

Uma educação que almeja construir adultos mais autônomos e críticos em sua tomada de decisões deve facilitar a inclusão da criança como atuante no papel de construção do conhecimento, dando tempo ao tempo na realização de atividades mais aprofundadas e interativas.

O ensino integral proporciona tudo isso e muito mais! Esse diferencial é particularmente benéfico para as aulas de idiomas que, com mais tempo, podem se transformar em verdadeiras incursões pela cultura da língua, em vez de apenas uma convencional atividade de assimilação de conteúdo baseada em aulas expositivas e em questionários.

Além do mais, também há mais tempo para as disciplinas expressivas, como as artes e música. No calendário sempre apertado das disciplinas regulares, tais matérias quase sempre ficam em segundo plano, não é mesmo? De fato, a expressividade é fator primordial no ensino voltado para experiências de vida, fortalecendo a criatividade de crianças e adolescentes.

Com isso, o colégio integral também se mostra uma vantagem poderosa na construção de melhores adultos. E olha que nem sequer chegamos a mencionar a motivação para os estudos, que chega às alturas com esse tipo de estímulo!

As escolas em tempo integral são mais abertas

Logo você verá como é comum que o colégio integral seja mais livre de formalidades desnecessárias. A própria maneira com que o espaço da escola é utilizado já é um bom exemplo. Justamente porque em tempo integral é possível trabalhar melhor a interação da criança com o espaço, regras rígidas, que limitem seu ir e vir, passam a não ser tão necessárias.

Outro ponto a favor da autonomia está relacionado às idas ao banheiro e à vontade de beber água ou de usar a biblioteca, por exemplo. No colégio integral, a criança aprende desde cedo a tomar tais decisões por conta própria, sem precisar de horário marcado. Além do mais, essa liberdade transforma sua rotina em uma jornada mais agradável, sem excessivas e estressantes limitações de horário.

As principais vantagens de apostar em um colégio integral

Como você pôde ver, são inúmeros os benefícios proporcionados pelas aulas em período integral. Para que a proposta do colégio integral fique ainda mais clara para você, elencamos neste tópico algumas das principais vantagens de optar por essa proposta escolar. Confira!

Melhor acompanhamento e organização da rotina de estudos

Quando o aluno estuda somente no período regular (em torno de 4 a 5 horas por dia), é natural que no contraturno ele tenha que se dividir entre atividades extracurriculares, lições de casa e estudos.

Porém, o controle e organização dessa rotina podem gerar falhas e problemas. No colégio integral, os horários de estudos e cumprimento das tarefas são totalmente organizados e o aluno ainda conta com o auxílio de professores, que fazem o acompanhamento das tarefas e tiram dúvidas sobre os conteúdos.

Dessa forma, é certeza de que quando chegar em casa as lições terão sido feitas e seu filho terá estudado até mesmo para as provas.

Aumento do desempenho no aprendizado

O resultado de se ter uma rotina de estudos bem estruturada e que funciona realmente na prática é o crescimento do desempenho nos estudos. Apesar de os pais não ficarem isentos de verificar como está sendo o aprendizado dos filhos, no colégio integral o acompanhamento pedagógico é muito mais efetivo.

O principal motivo é que, como os momentos de estudo são divididos de maneira que a produtividade se mantenha em alta, a procrastinação de estudar sozinho tende a diminuir. Logo, a retenção dos conteúdos tem mais chances de aumentar, melhorando o desempenho em trabalhos e avaliações.

Tempos de ócio substituídos por tempos de lazer

O ócio, no mau sentido, é prejudicial às crianças. Porém, quando transformado em momentos de lazer, transforma-se momentos produtivos, divertidos e favoráveis à socialização. No colégio integral, esses momentos de lazer são destinados a atividades esportivas e culturais, brincadeiras, horários de higiene pessoal e descanso.

Ao passo que permitem à mente descansar dos estudos, os tempos de lazer favorecem experiências sociais interessantes, repõem as energias e ainda contribuem para o enriquecimento cultural e o desenvolvimento de competências e habilidades essenciais.

Tranquilidade para os pais

Se a primeira preocupação dos pais é evitar que os filhos não tenham o que fazer nem com quem ficar no contraturno escolar, o colégio integral exclui esse problema. Com o diferencial de ser um ambiente em que todas as propostas têm caráter pedagógico e são realizadas em ambientes apropriados.

No horário integral também são incluídas atividades extracurriculares, como natação e o ensino de idiomas. Ao estudar no período regular, esse tipo de curso só seria possível se seu filho fosse levado a escolinhas específicas.

Soma-se ainda a questão da segurança. Ao estudar no colégio integral, os alunos são constantemente assistidos e não correm o risco de sofrer qualquer tipo de violência, a que infelizmente estamos sujeitados ao transitar pelas ruas.

Refeições balanceadas para melhor nutrição

Mais um ponto favorável para a família é a questão da nutrição. Ainda que muitos pais já adotem sérias restrições à alimentação dos pequenos, com a correria é muito comum a ingestão em excesso de carboidratos, açúcares e gordura, criando uma resistência ao que é saudável.

No colégio integral, normalmente há o acompanhamento de um nutricionista que desenvolve um cardápio balanceado para as principais refeições, desde o café da manhã até o jantar. Ali estão equilibrados todos os nutrientes da pirâmide alimentar para o estabelecimento de uma dieta mais saudável.

Como vimos, a proposta do colégio integral é completamente distinta do mito do assistencialismo. A aceitação é tão grande que essa estrutura veio para ficar, especialmente porque seu objetivo é gerar uma melhora no nível de escolarização dos jovens. Afinal, o horário integral não é apenas uma versão dilatada do currículo regular, com mais horas em cada disciplina. Seu funcionamento depende de um planejamento coerente e de uma equipe capacitada.

Não parece uma ótima oportunidade? Mas para que o colégio integral seja bem-sucedido, suas estratégias devem estar em consonância com o projeto político-pedagógico e a missão institucional. Pensando nisso, que tal continuar conosco e ler mais este artigo sobre o que os pais devem esperar dos valores na escola?