Equipe família: entenda a importância da família para o sucesso nos estudos

Equipe família: entenda a importância da família para o sucesso nos estudos

Que pai ou mãe não se preocupa com o futuro dos filhos? No contexto atual, em que o sucesso nos estudos é requisito para conquistar boas oportunidades no ensino superior e, mais tarde, no mercado de trabalho, o apoio da família no que diz respeito à escola certamente é de grande importância.

Mas você sabe como equilibrar cobranças e expectativas para contribuir de verdade? No post de hoje, vamos falar sobre o papel dos pais quando o assunto são as notas dos adolescentes e como eles podem ajudar, principalmente no conturbado período de preparação para o vestibular. Continue lendo e transforme a família num time dedicado à vitória do estudante!

Os desafios enfrentados pelos adolescentes

Fica difícil saber como ajudar alguém sem entender muito bem aquilo pelo que a outra pessoa está passando, não acha? Sendo assim, o primeiro passo para ajudar seu filho a se dar bem nos estudos é conhecer alguns dos principais obstáculos com o qual ele deve estar lidando. Veja só:

Dificuldades típicas da adolescência

Ser adolescente não é nada fácil: além de toda a questão hormonal, que contribui para deixar os jovens irritadiços e inseguros, eles precisam enfrentar mudanças rápidas no próprio corpo, na maneira de se relacionar com os colegas, nas responsabilidades que são exigidas deles, e por aí vai.

A pressão dos pares, como é chamada a pressão exercida por outros jovens para que o adolescente se enquadre no que é considerado “legal”, também é muito forte nessa fase, podendo gerar frustrações e a vontade de impressionar com atitudes radicais ou ícones da moda, por exemplo.

Pressão para escolher a carreira certa

Já no início do ensino médio, começa a corrida em direção ao vestibular e, consequentemente, as reflexões sobre que profissão seguir no futuro. Nessa hora, vários fatores influenciam a escolha do estudante, dentre os quais:

  • o desejo da família, seja para que o adolescente siga os passos dos pais ou opte por uma área específica;

  • a expectativa da sociedade, geralmente voltada para o desenvolvimento de talentos natos do estudante ou para a manutenção de seu status econômico;

  • e seus próprios desejos, sonhos e talentos, frequentemente mascarados pelos dois anteriores.

Além disso, há naturalmente o medo das consequências de se fazer a escolha errada, como precisar trocar de curso mais tarde ou decepcionar alguém.

Aumento da exigência na escola

À medida que o vestibular se aproxima, a demanda nos estudos cresce: as disciplinas na escola se tornam mais complexas e o número de provas e atividades avaliativas aumenta. Isso sem falar na própria preparação para a entrada na universidade, que pode envolver simulados, cursinhos, etc.

3 erros que os pais não devem cometer

Sabe quando, na tentativa de ajudar alguém, acabamos atrapalhando ainda mais? A seguir, vamos listar 3 atitudes que o time família não deve ter se quiser realmente contribuir para o sucesso dos vestibulandos. Confira:

Não incentivar a autonomia nos estudos

Principalmente quando a situação começa a se complicar na escola, muitos pais, preocupados com o futuro dos filhos, decidem tomar as rédeas de seus estudos: eles inspecionam a lição de casa, sentam-se para estudar juntos e montam um plano de ação infalível, com aulas particulares e tudo a que o estudante tem direito.

O problema é que essa solução pode acabar agravando a questão ao invés de resolvê-la. Isso porque, sobretudo no ensino médio, é muito importante que os adolescentes adquiram autonomia nos estudos e entendam sua responsabilidade sobre seu próprio sucesso. Do contrário, não importa o quanto os pais se esforcem, os alunos não aprenderão a fazer a sua parte.

Não conversar sobre a escola

Certo, acabamos de ver que os pais não devem assumir o controle dos estudos dos filhos, no entanto, isso também não quer dizer que o assunto não deva ser conversado em casa.

Deixar de falar sobre a escola, o vestibular e a escolha da carreira pode dar ao adolescente a impressão de que os pais não ligam para seu futuro e não acreditam que os estudos sejam importantes. A falta de diálogo também fecha as portas para que a família apoie o estudante em alguma dificuldade que ele possa estar vivenciando na escola.

Não controlar a própria ansiedade

É claro que a família toda está sempre torcendo pelo sucesso de seus membros mais jovens, porém, essa torcida não deve, em hora nenhuma, se transformar em ansiedade e receio pelo futuro do estudante. Afinal, convenhamos: o próprio aluno já tem que lidar com inseguranças suficientes sem o nervosismos dos pais, não concorda?

O papel da família no sucesso nos estudos

Agora sim, vamos ver de que maneira a equipe família pode oferecer ao adolescente o que ele precisa para ser bem-sucedido:

Compreensão, diálogo e apoio psicológico

No lugar de irritar-se com as crises dos filhos adolescentes, que tal procurar aceitar que o momento pelo qual eles estão passando é mesmo complicado e oferecer, assim, um espaço de apoio incondicional e diálogo para ajudá-los a atravessar essa fase com menos agitações?

Algumas atitudes positivas que a família pode ter em relação ao adolescente são:

  • mostrar-lhes que não precisam sucumbir à pressão dos pares;

  • oferecer que façam terapia, por exemplo, para facilitar a transição para a fase adulta;

  • tentar sempre entender e conversar no lugar de apenas criticar;

  • e ensiná-los a confiar em si mesmos para enfrentar cada novo desafio.

Informação na escolha da carreira

Reconhecendo que a decisão sobre que profissão seguir realmente não é das mais simples, a família pode ajudar o adolescente oferecendo-lhe a chance de fazer um teste vocacional, mostrando que irá apoiá-lo em qualquer caminho — mesmo que fuja das expectativas dos pais — e mantendo o diálogo com abertura para que o estudante ganhe autoconhecimento e tenha a liberdade de fazer a escolha que mais tem a ver com seus próprios sonhos.

Ambiente propício para os estudos 

A teoria de que o adolescente precisa necessariamente de um lugar arejado, claro e silencioso para estudar já virou mito. Hoje, os adolescentes estudam em grupo, com fone de ouvido, escutando suas playlists favoritas, trocando mensagens, etc. Diante disso, os pais podem contribuir ajudando os filhos a descobrirem de que maneira eles se sentem mais concentrados para estudar, sem impor nenhum método.

Outras atitudes importantes são oferecer recursos como aulas extracurriculares e ajudar o estudante a cuidar de sua saúde física e mental com uma boa alimentação, prática regular de exercícios físicos, além de momentos de descanso e descontração com toda a família!

Agora que você já está ciente da importância do apoio da família para que os adolescentes tenham sucesso nos estudos, não deixe de ler também nosso post sobre como os pais podem ajudar os filhos na escolha da profissão. Lá, você vai encontrar informações mais detalhadas sobre esse tema para contribuir ainda mais para o futuro de quem você ama!

 

Comentários

comentários