Entenda os principais desafios da Educação Bilíngue

A Educação Bilíngue representa uma maneira eficiente para obter benefícios a médio e longo prazo. Além de ser uma condição muitas vezes básica para conseguir melhores colocações profissionais, a proficiência em mais de um idioma possui diversos outros aspectos positivos. 

Crianças e jovens, nesse sentido, são quem terão maiores facilidades e benefícios. Ao considerarmos que estão em um processo mais inicial de desenvolvimento cerebral, aprender outros idiomas será uma tarefa mais rápida, eficiente e que trará melhores resultados e benefícios. Alguns desses benefícios incluem o maior desenvolvimento de áreas cerebrais relacionadas à comunicação, a estimulação da metacognição, o aprimoramento de habilidades executivas e possivelmente uma maior proteção contra doenças como o Alzheimer, entre outros.

Mesmo conhecendo todos esses benefícios, a escola possui algumas dificuldades ao promover a Educação Bilíngue, e a grande maioria delas podem ser amenizadas com maior presença e envolvimento dos pais.

Veja aqui vários desses desafios e como ajudar a escola a trabalhá-los, contribuindo para um aprendizado mais sólido de seu filho.

Relacionar o conteúdo ao cotidiano dos alunos

Como o segundo idioma pertence a um país com uma cultura diferente e expressões muitas vezes fora da realidade do aluno, é preciso relacionar o que se ensina com algo que os alunos possam utilizar em sua vida e com o cotidiano que eles vivenciam. É a partir daí que ele começará a sentir-se mais próximo e estimulado e o ensino irá tornar-se mais fluido, pois sabemos que é mais fácil assimilar e interpretar quando os conteúdos estão próximos à nossa realidade. O que pertence à diversidade trazida pela cultura da segunda língua deve ser apresentado como uma “ curiosidade”, algo novo e possível.

Como os pais podem participar: os pais podem complementar os conteúdos aprendidos na escola com atividades que sejam do gosto de seus filhos, como, por exemplo, presenteá-los com livros escritos no idioma e cujo tema seja de interesse do filho, aproveitar os momentos de lazer e entretenimento para compartilhar o aprendizado do idioma. Estas são algumas das práticas que complementam o ensino em sala de aula de maneira eficiente e positiva.

Não afugentar a criança

Uma dificuldade muito importante que a escola tem é a de evitar assustar e distanciar o aluno quando em suas tentativas de aprender um idioma.

Como os pais podem participar: os pais devem estimular seus filhos a usar o idioma espontânea e livremente, para que eles possam interessar-se mais pela disciplina. Outra dica é intervir de maneira adequada: os erros cometidos em leituras e pronúncias devem ser mostrados de maneira construtiva, para que eles não se sintam constrangidos e comecem a evitar qualquer uma das disciplinas ministradas no idioma estrangeiro. Os pais devem mostrar que as dificuldades fazem parte do processo, além de serem normais e esperadas. É indicado, sobretudo, não interromper a sua fala ou escrita com atitudes corretivas, pois isso poderá desestimulá-lo ainda mais. Se a criança preferir não utilizar a segunda língua com os pais, esta escolha deve ser respeitada, pois diz respeito à como a criança lida com a identidade cultural dos pai e ao vínculo afetivo com eles estabelecido na língua materna.

Fazer os alunos esquecerem suas dificuldades

Um grande desafio da educação bilíngue é fazer com que os alunos lidem bem com suas dificuldades e que eles evitem pensar no erro e nos desafios de aprender em um novo idioma, pois esses pensamentos em muito dificultam o bom aprendizado.

Como os pais podem participar: é interessante que eles motivem seus filhos a não focar nas dificuldades que sentem em relação à língua e, principalmente, que parem de pensar que ela é difícil ou chata. É necessário mostrar a eles o lado positivo do erro, pois errando buscamos acertar e evitamos as mesmas falhas em outras oportunidades. Além disso, os pais podem estimular a conversação dentro de casa, podem pedir que façam traduções, auxiliar nas atividades diárias e, para deixar seus filhos mais à vontade durante as aulas, os pais podem contar as próprias dificuldades e inseguranças que tiveram ao aprender um idioma ou outras disciplinas.

Manter a atenção e interesse das crianças

Professores possuem o grande desafio de manter os alunos interessados e focados. Eles precisam fazer uso de práticas que sejam motivadoras e atraentes, uma vez que quando os alunos ficam desinteressados, o processo de aprendizado torna-se ainda mais dificultoso não somente para aquele estudante, e sim para toda a turma.

Como os pais podem participar: existem ferramentas que podem ser aliadas nesse sentido. Uma possibilidade eficiente é a de incentivar o aprendizado com tarefas que sejam associadas ao som, à imagem, ao movimento e às cores. Você pode orientar e estimular seu filho a buscar fontes tecnológicas de aprendizado, incentivando-o a fazer livres traduções de músicas e filmes que sejam de seu agrado, assistir juntamente com ele a programas e filmes com legendas no idioma (podendo, assim, aprenderem e errarem juntos), etc. O aprendizado com tecnologia é bastante eficiente para promover maior foco e atenção aos alunos e grande parte dessas atividades podem ser implementadas ainda dentro de casa. É importante notar, entretanto, que não se deve avaliar a produção dos alunos  na segunda língua nestes casos

Conciliar as diferentes habilidades

Em qualquer ambiente, encontramos pessoas com habilidades e dificuldades variadas. Trabalhar com essa diversidade em sala de aula é o que fará com que o aluno com maiores dificuldades consiga fechar o período letivo com saldo positivo no aprendizado e, ao mesmo tempo, cuidar para que o aluno que possui maiores facilidades não fique desestimulado e perca o interesse.

Como os pais podem participar: filhos com mais facilidades devem ser continuamente estimulados para sentirem-se desafiados e para que tenham mais prazer em aprender na escola. Filhos com mais dificuldades devem também ser estimulados, porém com tarefas mais suaves, para que eles fiquem mais tranquilos e aprendam conforme seu nível de conhecimento. Os pais podem propor atividades que aproximem o seu filho à realidade de outra língua: ir em restaurantes com cardápios na língua que ele está aprendendo ou procurar ajuda de professores que podem auxiliar o aluno de maneira individual.

Acompanhar e supervisioná-los continuamente

Quanto mais novas as crianças, maior a necessidade de acompanhamento e supervisão. Alunos novinhos que não possuem o conhecimento na língua materna tão bem apropriado poderão ter mais dificuldade para absorver a escrita do outro idioma.

Como os pais podem participar: supervisionando-os continuamente, de forma a evitar memorizações equivocadas e auxiliando-os para obter melhores resultados na escola. É importante ressaltar que o biletramento ( alfabetização em dois idiomas) não oferece riscos para a aquisição da escrita e da leitura na língua materna

A participação dos pais e os desafios da Educação Bilíngue

A escola é o principal meio de contato com diversos conteúdos e é com ela que os alunos aprendem a aprender.

A função dos pais, contudo, é fundamental para complementar o bom trabalho das escolas, principalmente no que diz respeito à Educação Bilíngue. Eles têm uma função mitigadora primordial, pois podem instigar maior participação dos seus filhos nas aulas, podem ajudar a dar continuidade ao que foi feito durante as aulas, podem estimular ainda mais seus filhos, podem ajudá-los a trabalhar suas dificuldades e habilidades e oportunizar maior e melhor desempenho.

Os pais devem lembrar que o melhor aprendizado é aquele construído em bases fortes de estimulação e, ainda que seu filho esteja diariamente no ambiente escolar, ninguém mais indicado para conhecer, compreender suas dificuldades e conseguir ajudá-los que seus pais. E é dessa maneira que os resultados na educação bilíngue se tornam muito melhores: quando conseguimos trabalhar em equipe e em prol de um único objetivo!

Agora que você sabe como ajudar a escola a aumentar o aprendizado de seu filho, que tal deixar aqui as suas dúvidas, dicas e comentários?

Comentários

comentários