Entenda o que é o como funciona o IB: International Baccalaureate

Algumas escolas do Grupo SEB oferecem esse programa internacional que tem adquirido cada vez mais relevância no cenário mundial. O IB ou International Baccalaureate (Bacharelado Internacional, em tradução livre), oferece uma formação pluricultural que prepara os alunos para uma educação bilíngue, por meio de vivências e imersões em português e em inglês – no caso de escolas IB no Brasil, com rigor acadêmico e ênfase no desenvolvimento integral dos estudantes, tendo como referência valores humanísticos de responsabilidade universal.

Para conseguir obter a licença para ter o IB, as escolas passam por uma rigorosa avaliação que dura, em média, mais de dois anos, para que todas as diretrizes sejam alinhadas entre o projeto pedagógico e o currículo não prescritivo internacional do IB. Outra exigência é que as instituições necessitam de um conjunto de valores, qualidades e atributos que estejam adequados ao perfil de internacionalização.

O IB não se resume a um simples programa educacional, ele vai além e auxilia na formação dos jovens para a construção de um mundo melhor, mais pacífico, desenvolvendo um pensamento amplo e questionador.

Como funciona o IB?

O ambiente de aprendizado do IB é completamente diferente das aulas convencionais. Começando pelas salas de aula que fornecem ferramentas para o aluno desenvolver suas habilidades, entre elas dispositivos móveis para pesquisa, lousas digitais interativas e outros equipamentos.

Além disso, as atividades propostas, bem como o material utilizado, incentivam os alunos a desenvolverem a autonomia, cooperação, curiosidade, reflexão, criatividade, entre outras habilidades, como o respeito pela diversidade e a compreensão do mundo ao seu redor.

Com uma proposta de ser transdisciplinar, ou seja, reunindo disciplinas e atividades de diversas áreas num mesmo desafio, os alunos não só abordam as áreas de conhecimento dos eixos do currículo IB, como também desenvolvem projetos e atividades na prática, em diversas áreas do conhecimento, sempre permeado por valores humanísticos, pela consciência planetária, atento às questões globais das ciências e da humanidade.

Como usar o IB Diploma?

Na prática, com o IB, o aluno tem mais facilidade de ser aceito em universidades no exterior, ampliando sua mobilidade acadêmica, uma vez que a reputação do programa é muito alta em diversos países. Outra vantagem é que, com essa formação específica e aprofundada, o aluno consegue de adaptar à realidade e cultura de outros países. O IB também tem parceria com algumas universidades ao redor do mundo.

Preparar o jovem para fazer boas escolhas, conhecer o mundo ao seu redor e saber interpretá-lo, ter a capacidade de intervir no mundo ao seu redor, ser flexível, ter pensamento crítico, ser resiliente, são algumas das habilidades exigidas na contemporaneidade e que são desenvolvidas nas escolas com IB do Grupo SEB.

O programa é oferecido em 4.267 escolas em 147 países diferentes. Há mais de 1.065.000 estudantes em todo o mundo, que participam deste programa acadêmico altamente diferenciado, rigoroso, e esses estudantes são rotineiramente aceitos nas melhores universidades do mundo.

Quais são os eixos estudados no IB?
O currículo ministrado pode variar, de acordo com a escola. Mas, na maioria delas são:

– Sua língua nativa (português);
– Uma segunda língua (inglês, espanhol e francês);
– Ciências naturais – biologia;
– Ciências sociais – geografia;
– Matemática;
– Filosofia ou artes.

As escolas credenciadas com o currículo IB são visitadas e avaliadas periodicamente por profissionais da organização, e isso dá mais garantia para alunos e pais que buscam uma formação global, de confiança e que seja bem realizada pelas instituições no Brasil.

Podemos dizer que os alunos que participam do programa IB recebem uma educação sem igual. Conheça os principais benefícios.

  • São encorajados a pensar de forma independente e direcionar sua própria aprendizagem;
  • Participam de programas, atividades e projetos que podem leva-los para algumas das maiores universidades do mundo;
  • Tornam-se culturalmente conscientes, por meio do desenvolvimento de uma segunda língua;
  • São capazes de saber lidar com pessoas diferentes, em um mundo que está em constante mudança e cada vez mais globalizado.

Posts Relacionados

Comentários

comentários