Como os pais podem ajudar no trabalho escolar de forma eficaz?

Como os pais podem ajudar no trabalho escolar de forma eficaz?

Já se perguntou como pode ajudar no trabalho escolar de seu filho sem acabar fazendo, você mesmo, a atividade? Os pais preocupam-se em verem o desenvolvimento constante das crianças e, nesse sentido, devem incentivar a autonomia do aprendizado, deixando os pequenos agirem. 

Contudo, mães e pais também podem ajudar nos deveres de casa dos filhos. Neste post, entenda mais sobre o processo de aprendizagem infantil e descubra como apoiar da melhor maneira. 

Idade da criança x tarefas escolares

Segundo um estudo feito por Harris Cooper, psicólogo e neurocientista da Universidade de Duke (EUA), a idade faz diferença na hora de realizar as tarefas de casa. Quanto mais jovem for a criança, menores são os benefícios das atividades.

Além disso, o psicólogo constatou que realizar a lição de casa, desde o período pré-escolar, pode fazer com que uma má impressão da escola, por parte da criança, seja criada. Por esse motivo, é importante avaliar se a escola está administrando bem a quantidade desses exercícios.

Além disso, os pais podem ajudar com algumas medidas para que criança crie um vínculo positivo com o seu período de estudos. Falaremos sobre elas mais adiante.

O que não fazer

Chegar em casa depois de um longo expediente ou passar o dia envolvido em atividades domésticas é algo que pode tirar o ânimo. Isso também acaba atrapalhando na hora de orientar os filhos nos deveres e projetos escolares.

Afinal, é muito mais rápido fazer uma conta na calculadora ou, ainda, construir sozinho uma maquete. Essas ações parecem mais práticas do que ensinar a criança como realizar cada atividade. Algumas vezes, o prazo curto também acaba incentivando os pais a assumirem a tarefa.  

Agir dessa forma apenas parece mais eficiente, mas é um caminho certeiro para acostumar os pequenos com soluções fáceis. Dessa forma, a capacidade de análise e as etapas de construção do conhecimento são prejudicadas. Separamos, a seguir, algumas atitudes que você deve evitar.

Apressar o tempo da tarefa

Falar que a criança está demorando muito pode deixá-la ansiosa. Ao colocar a tarefa como algo que deve ser terminado logo, o seu filho pode encarar o momento de estudo como algo penoso. Por isso, respeite o tempo da criança e sempre ofereça ajuda, mas sem interferir.

Dar a resposta do exercício

Mesmo que a criança responda algo errado, não apague e altere. Saber que a tarefa já está correta faz com que o aluno preste menos atenção quando for o momento de corrigir. Os erros são pilares do aprendizado.

Existe uma lógica para cada resposta e esse processo deve ser explorado. Com isso, você pode incentivar a reflexão, perguntando se o seu filho conferiu o material (livros, cadernos), se ele acha que está correto e como chegou àquela solução.

Ficar com a criança todo o tempo

O apoio dos pais é essencial, mas também é necessário deixar que a criança estude por si mesma. Você pode ler o enunciado, perguntar se há alguma dúvida e se afastar para deixar que a criança pense. Ao fazer isso, fique em um local próximo, para que no caso de o seu filho não conseguir responder, ele possa pedir ajuda.

Estímulos para ajudar no trabalho escolar

Incentivar o seu filho a estudar é ótimo, mas evite fazer isso nos momentos em que você estiver muito cansado. Assim que chegar do trabalho, relaxe um pouco, alimente-se e, somente então, vá auxiliá-lo. Com isso, você estará muito mais tranquilo e poderá ajudar mais.

Deixar a criança chegar à resposta sozinha é essencial para o desenvolvimento cognitivo. Dê dicas, crie um cronograma de atividades e mostre que você se importa com o desempenho escolar dela.

Reunimos, na sequência, algumas atitudes importantes para a aprendizagem infantil. Acompanhe!

Separe um espaço para estudos

Um local próprio para fazer as tarefas é ótimo para o seu filho. Uma cadeira confortável, uma mesa da altura da criança e iluminação adequada representam a estrutura ideial.

Pode ser até mesmo na cozinha ou sala, desde que haja silêncio na hora de utilizar o espaço. Desse modo, sempre que for para aquele local, a criança saberá que o objetivo é estudar.

Crie uma rotina

O cérebro precisa ser educado para que hábitos positivos sejam criados. Logo, montar um cronograma pode ser muito útil. Fazendo isso, o seu filho entenderá que existe a hora de brincar, de lanchar, de tomar banho e a hora de fazer os exercícios.

Avalie, de acordo com os seus horários e os da criança, qual o melhor momento para ser dedicado aos deveres de casa.

Incentive e mostre apreciação

Toda criança gosta de mostrar o que faz para a família. Ela quer saber se um desenho ficou bonito ou se escreveu certo o nome. E isso também vale para as tarefas de casa.

Fazer um elogio e mostrar que está feliz porque o pequeno terminou os afazeres da escola é um grande incentivo. O estímulo vai motivá-lo a continuar fazendo o melhor que puder.

Monte um espaço de leitura

Ter acesso a um local com livros de consulta e de literatura em casa, incentiva o gosto de ler e pesquisar. Materiais complementares, tais como atlas, calendários, dicionário e revistas são ótimos para serem incluídos nesse espaço.

Ter no local uma caixa com lápis, papel, tesoura, borracha, régua e outros objetos que possam ser empregados nas tarefas é muito útil.

Esteja atualizado com o programa escolar

Acompanhe, diariamente, a agenda do seu filho. A escola tem a tarefa de informar as datas importantes aos pais, que, por sua vez, devem mostrar que estão cientes. Saber quais são os dias de provas e de entregas de trabalhos é essencial para acompanhar o desenvolvimento da criança.

Além disso, frequentar as reuniões de pais também é uma forma de confirmar como a criança está progredindo.

Pais participativos

Esteja sempre presente no cotidiano do seu filho. Pergunte como foi o dia, se ele está com dificuldade em algum conteúdo e se precisa de ajuda. Somado a isso, não deixe de fazer brincadeiras, porque, além de descontrair, toda criança precisa delas.

Incentive também a cultura, visitando bibliotecas, museus e teatros nos finais de semana. Quanto menor a criança, mais fácil é para ela criar esse costume, o qual será muito benéfico no futuro.

Pais atuantes na vida dos filhos estimulam o aprendizado e o progresso, além de motivar os estudos. Quando sente que tem o apoio dos pais, os alunos apresentam maior desempenho.

Portanto, mesmo que a sua rotina seja muito atarefada, preste atenção nas tarefas de casa do seu filho. Mostre que, mesmo sem muito tempo, você quer participar da vida dele. Tente ir às reuniões do colégio ou marque de conversar com os professores e separe um dia para fazer alguma atividade cultural.

Quando os pais sabem como ajudar no trabalho escolar, a criança sente-se apoiada e cria autonomia. Com certeza, ela se tornará um adulto independente e um excelente profissional.

Gostou das nossas dicas? Que tal compartilhar este post nas redes sociais e possibilitar que outros pais conheçam essas informações?