Como ajudar meu filho a ter mais motivação para estudar?

Como ajudar meu filho a ter mais motivação para estudar?

A motivação é elemento extremamente importante para o aprendizado tanto das crianças como dos adolescentes. Com isso em mente, porém, alguns pais acabam ficando ansiosos e preocupados demais por não saberem de que maneira ajudar seus filhos. Pensando nisso, resolvemos trazer para o post de hoje dicas valiosas que certamente o ajudarão a dar aquela mãozinha para seu filho, motivando-o a estudar mais e melhor. Pronto para fazer com que ele não só tire boas notas na escola como perceba a importância que a educação deve ter em sua vida? Então basta continuar com a leitura!

Aborde a importância dos estudos

Muitos alunos, sejam eles crianças ou adolescentes, acreditam que estudar só é necessário para tirar boas notas nas provas e passar de ano, não é verdade? E, pela pouca idade que tem, é mesmo mais que normal que seu filho não consiga enxergar os impactos que a educação pode causar em seu futuro. Por essa razão, acaba pensando que estudar nada mais é que uma tarefa chata.

Porém, para ajudar seu filho a ter mais motivação na hora dos estudos, é essencial que você o ajude a desenvolver visão a longo prazo, explicando os benefícios que ser focado nos estudos pode proporcionar com o passar dos anos. Só se lembre de respeitar o grau de maturidade da criança ou do adolescente nessa abordagem, procurando dar exemplos que sejam de fácil compreensão para seu imaginário e suas experiências.

O segredo está em tentar mostrar a seu filho, sempre que possível, o quanto estudar pode sim ser prazeroso e gratificante, à medida que não só facilita como aumenta sua compreensão do mundo que o cerca, colaborando para seu amadurecimento. Pronto para essa missão?

Definam juntos pequenas metas

Sejamos francos: nós mesmos, adultos, diante de uma tarefa grande demais ou de difícil execução, tendemos a nos sentir desmotivados só de pensar no tamanho do trabalho que nos espera, não é verdade? Pois o mesmo acontece com crianças e adolescentes! Seu filho pode, portanto, sentir-se desanimado para estudar por acreditar que seus afazeres são complexos demais e até mesmo impossíveis de serem feitos. Assim, a melhor estratégia para ajudá-lo é sugerindo que fragmente a jornada em partes menores.

Assim, se seu filho precisa ler um livro de 300 páginas em determinado prazo, que tal convidá-lo a ler um número X de páginas por dia, até terminar a tempo? A motivação vem como consequência, já que é bem mais simples trabalhar com metas facilmente alcançáveis. Dessa forma, ao atingi-las, seu filho terá a sensação de que cumpriu seu objetivo, o que o incentivará a dar o próximo passo e assim sucessivamente, até que suas obrigações estejam completamente vencidas.

Estabeleça um sistema de recompensas

Quando se fala em recompensar os filhos, alguns pais logo associam à oferta de dinheiro ou de presentes a cada desafio superado. Pois chegou a hora de mudar esse conceito, porque estabelecer um sistema de recompensas não necessariamente requer a entrega de algo material, viu? Ensine o seguinte a seu filho: a cada pequena meta alcançada, ele terá direito a algo que o faça feliz, que o descontraia. Fez 15 exercícios de Matemática? Então pode passar 5 ou 10 minutos fazendo algo que queira, como ver TV ou navegar na internet.

É preciso lembrar, contudo, que o tamanho da recompensa deve ser proporcional à missão cumprida pelo estudante. Dessa maneira, objetivos singelos alcançados dão direito a pequenas recompensas. Seguindo a mesma lógica, grandes missões devidamente superadas levam a recompensas maiores.

Mostre que você pode ajudar

A verdade é que, como ninguém é bom em tudo, sempre surgirão matérias e assuntos nos quais os jovens terão mais dificuldade. Por isso, é essencial que os pais, em casa, mostrem-se sempre dispostos a ajudar. Isso porque, ao esbarrarem em obstáculos que não conseguem ultrapassar sozinhos, os estudantes podem criar a equivocada noção de que são incapazes, o que causa efeitos pra lá de negativos em relação ao nível de motivação.

Nesse caso, o ideal é acompanhar os estudos do seu filho, mostrando-se disposto a prestar socorro, mas sem ser invasivo. Dê autonomia a ele e respeite seu espaço. Caso contrário, poderá associar sua presença ao momento de estudar, acreditando que só deve fazê-lo quando estiver por perto. Mostre-se interessado em sua rotina educacional e, sem pressão, tente descobrir em quais aspectos ele tem mais dificuldade para, só então, oferecer ajuda. Essa postura fará com que seu filho se sinta mais seguro, percebendo que tem com quem contar.

Se não for capaz de sanar de imediato quaisquer que sejam as dúvidas do seu filho, seja sincero e diga que você não sabe a resposta, mas que está disposto a se informar para, então, ajudá-lo. Isso criará entre vocês uma relação maior de confiança, além de ajudá-lo a perceber que ninguém é obrigado a ser um expert em tudo.

Faça com que perceba seu avanço

Uma das principais causas que levam à falta de motivação em crianças ou adolescentes é sua incapacidade de mensurar os próprios avanços. Assim, por mais que estude, seu filho acaba não vendo resultado. E isso faz com que ele não enxergue propósito para o esforço que faz. Uma forma de colaborar para que o jovem se mantenha motivado é ajudá-lo a perceber seus avanços, mesmo que sejam pequenos, comemorando-os.

Tirar uma boa nota em determinada prova, compreender um assunto mais complexo, conseguir resolver um exercício difícil, terminar a leitura de um livro e concluir um trabalho da escola: tudo isso deve ser levado em consideração, para que seu filho entenda que seus esforços diários podem sim se transformar em resultados palpáveis.

Evite que se abale com fracassos

Em muitos momentos, as dificuldades acabam fazendo crianças e adolescentes se sentirem desmotivados, sem vontade de seguir em frente. Nesse contexto, tente fazer com que seu filho perceba que pequenos fracassos e momentos difíceis são normais. Ele precisa entender desde cedo que a persistência e a dedicação é que trarão o sucesso. O importante é não se deixar abater, usando os obstáculos como mais um motivo para se dedicar de forma mais intensa aos estudos.

Viu como é possível ajudar seu filho a ter mais motivação para estudar? Está preparado para o desafio? Pois se você gostou das nossas dicas, aproveite para conferir como inserir seu filho no mundo da leitura!

 

Comentários

comentários