Afinal, como é possível aprender brincando?

Afinal, como é possível aprender brincando?

Todo adulto sabe que a infância é o melhor momento para se divertir. Aliás, brincar deveria ser uma das principais atividades de toda criança. Isso porque as brincadeiras ajudam no desenvolvimento emocional, físico, mental e social, além de também serem formas de estimular a criatividade dos pequenos.

Portanto, nada melhor que estimulá-los a aprender brincando, participando de atividades construtivas e que estimulem ainda mais o desenvolvimento delas. Para tal, selecionamos algumas brincadeiras que vão otimizar o aprendizado dos seus filhos. Confira!

Como meu filho pode aprender brincando?

É na infância que nós começamos a experimentar as possibilidades. Nessa fase, não existem preconceitos quanto a tipo de brinquedo ou cor. Também é quando adquirimos a noção espacial e atribuímos sentidos aos objetos e às pessoas com as quais interagimos.

Exatamente pelo que foi dito, as crianças têm mais facilidade de aprender qualquer coisa do que um adulto. E isso se estende também à língua, seja a materna ou os idiomas estrangeiros. 

O faz de conta é um importante ingrediente para o desenvolvimento cognitivo, afetivo e social. Por isso, os pais devem estimular a criatividade de seus filhos com brincadeiras e jogos. Além de se divertirem, eles irão se desenvolver melhor. Para isso, você pode apostar nas seguintes opções:

1. Se divertindo como um chef

Com o recente sucesso do MasterChef Júnior, muitas crianças passaram espontaneamente a se interessar pelo mundo da cozinha. Inclusive, agora são oferecidas aulas de culinária nas escolas. Mas esse assunto geralmente é tema de brincadeiras de meninas, que são estimuladas por suas mães.

No entanto, é preciso lembrar que cozinha também pode ser lugar de meninos. Por isso, incentivá-los a fazer seus doces e lanchinhos é uma ótima maneira de desenvolver suas habilidades e prepará-los para se virarem sozinhos quando adultos.

Mas tenha muito cuidado! Apesar de ser uma ótima atividade — estimula o aprendizado do Português, da Matemática e até da Química —, os pequenos precisam de monitoramento constante neste ambiente. Facas, fogão quente ou com chamas e até sacos plásticos representam riscos para eles.

O mais recomendado é que crianças a partir de 7 anos de idade possam aprender brincando de chef. Estimule-as a ler as receitas, a identificar as embalagens dos produtos e a realizar as medições dos ingredientes.

Lembre-se sempre de alertá-las dos riscos da cozinha, como a temperatura do fogão, o uso do micro-ondas e o perigo de, por exemplo, jogar água no óleo quente.

2. Cuidando de bebês com bonecos e bonecas

Apesar de a família brasileira ter encolhido, com a maioria dos casais tendo, no máximo, três filhos, a brincadeira com bonecos e bonecas é uma excelente maneira de desenvolver a empatia.

Trata-se de uma forma de direcionar uma responsabilidade saudável para a criança, estimulando-a a cuidar de um bebê com brinquedos. E, aqui, vale a mesma premissa da dica anterior: a brincadeira não é apenas para as meninas.

É bom lembrar que crianças não têm preconceitos ou maldades como os adultos. Por isso, podemos tranquilamente apresentar um boneco ou boneca como um bebê que precisa de cuidados assim como seu filho já precisou um dia.

Também é interessante projetar o futuro, lembrando que quando o seu filho for pai, ele terá que cuidar do neném dele. Outro ponto que pode ser observado é a identificação da criança com o brinquedo. Ou seja, tipo de cabelo, tom de cor da pele e até mesmo alguma necessidade especial.

Profissionais de pedagogia também alertam que as bonecas mais modernas tendem a limitar a imaginação das crianças. Por isso, eles recomendam as bonecas mais simples, como as feitas de pano e sem funcionalidades definidas, como dar papinha, falar “mamãe” ou até fazer xixi.

3. Brincando de aprender inglês

Muitos pais ficam na dúvida sobre quando devem introduzir um idioma estrangeiro, como o inglês, no aprendizado dos filhos. Como já explicamos em um artigo sobre as razões para oferecer o idioma na educação infantil, o ideal é que a criança tenha contato com o idioma desde sua primeira infância.

No entanto, nem todos os pais se sentem seguros para começar a educar seus filhos em duas línguas. Por isso, as crianças acabam tendo contato com o inglês apenas quando ingressam em um colégio. Se for uma escola bilíngue, ótimo. Caso contrário, é muito recomendável que os pais potencializem o aprendizado dos filhos brincando de aprender o idioma.

Como isso pode ser feito? De várias formas. Quando os pais têm algum conhecimento da língua, eles podem começar inserindo algumas palavras. Ao oferecer uma fruta, diga o nome dela nos dois idiomas, por exemplo.

Outra forma que pode ajudar muito os pais, principalmente os que não dominam o inglês, é oferecer joguinhos nesse idioma. Pode até ser por meio do celular, tablet ou vídeo games. Aliás, você pode saber mais como ensinar inglês para crianças com o auxílio da tecnologia aqui mesmo em nosso blog.

Nas plataformas Android e iOS, existem centenas de opções de jogos infantis para todas as idades. Muitos deles, inclusive, oferecem recurso de voz, ajudando a criança a aprender a pronunciar as palavras.

4. Cantando e tocando de mentirinha

Utilizar instrumentos musicais de brinquedo é uma ótima forma de aprender brincando. Além de desenvolver melhor a coordenação motora dos seus filhos, eles podem aprender inglês com música — o que reforça o item anterior.

Muitos pais preferem colocar as crianças em escolinhas de música. Isso não é ruim, mas vale lembrar que estamos falando de brincadeiras e não de aulas, com regras e treinamento técnico.

A criança, inicialmente, deve ficar à vontade para moldar e até elaborar suas próprias brincadeiras. Aliás, essa é uma excelente forma de observar se seu filho tem inclinações para essa área. Aí sim, recomendamos que ele seja matriculado em aulas para aprender técnicas e desenvolver o talento.

5. Desenhando de tudo um pouco

É difícil achar uma criança que não goste de desenhar ou colorir cadernos de desenhos. Então, providencie um belo conjunto de lápis de cor, canetinhas e giz de cera e deixe seus filhos soltarem a imaginação.

Aos poucos, você pode ir acrescentando figuras específicas e falando o nome delas. Isso é ótimo, inclusive, para ensinar um novo idioma. Mas o ideal para as crianças menores é sempre que o desenho acompanhe a explicação do adulto. Se possível, mostre o objeto que ela terá que colorir ou desenhar.

Como você pode ver, aprender brincando é muito divertido e proveitoso para a evolução dos pequenos. Então, use e abuse de todas essas possibilidades, mas sempre respeitando as preferências dos seus filhos.

Para oferecer uma educação de qualidade e bilíngue a eles, entre em contato conosco! Somos o maior grupo de Educação Básica no Brasil, responsável pela educação de mais de 40 mil alunos e com escolas nos principais estados do país. 

Comentários

comentários