A importância de trabalhar a sustentabilidade na escola

A importância de trabalhar a sustentabilidade na escola

 

Para incorporar temas relevantes de acordo com cada momento da história, a educação precisa evoluir sempre. É o caso, hoje, do ensino de sustentabilidade na escola. Não restam dúvidas: esse assunto se tornou indispensável devido ao contexto das relações entre homem e meio ambiente.

Neste post, vamos explicar por que o papel da escola é tão importante para ensinar esse tema aos jovens e ainda assim apresentaremos como família e instituição podem se unir para desenvolver o assunto da forma mais saudável possível. Então boa leitura!

Por que falar de sustentabilidade na escola?

Vamos começar com uma definição básica: a sustentabilidade na escola consiste na aplicação no meio escolar de um conjunto de práticas e ensinamentos focado na questão do desenvolvimento sustentável do planeta.

Esse tema precisa ser trabalhado na escola devido à sua pertinência cada vez mais alta, já que a geração atual vivencia o problema da escassez de recursos naturais e da degradação do meio ambiente. Essa realidade está mais que presente nas dificuldades e nos desastres que presenciamos, como falta de água, contaminação do solo ou deslizamentos causados pela destruição da vegetação natural.

Precisamos nos lembrar de que as crianças e os jovens de hoje serão os futuros tomadores de decisão do mundo, seja porque se tornarão políticos, cientistas ou empresários. Em outras palavras: estará em suas mãos fazer escolhas para preservar o planeta. Para isso, no entanto, precisam conhecer tanto as causas e consequências do problema como também entender as ações que permitirão usufruir dos recursos naturais sem prejudicar o meio ambiente.

Outro ponto que reforça a importância de se trabalhar a sustentabilidade na escola é o fato de que os principais hábitos de um indivíduo são desenvolvidos desde cedo, durante a infância. Portanto, a escola precisa introduzir esse tema o quanto antes, para que a educação dos alunos leve à formação de adultos com valores e conhecimentos sólidos a respeito das relações entre o ser humano e o meio ambiente. Só dessa forma pode ser possível controlar o impacto dos problemas ambientais nos próximos anos.

Como a instituição deve tratar a sustentabilidade?

Para trabalhar a sustentabilidade na escola, é importante que exista um envolvimento do aluno tanto no nível teórico quanto também na prática. Por isso, realizar ações sustentáveis é um bom caminho para engajar os jovens em essa mentalidade mais crítica sobre o uso dos recursos naturais e o relacionamento com o meio ambiente.

A instituição de ensino pode ensinar aos alunos como desenvolver projetos simples (mas efetivos) para realizar ações sustentáveis. Esses projetos devem focar no uso da criatividade para ensinar os 3 Rs, de reciclagem, reutilização e redução da produção de lixo. Ao inventarem novas maneiras de pensar e praticar a sustentabilidade, os jovens percebem que essa não é simplesmente mais uma matéria escolar em que precisam ser aprovados. Em vez disso, é parte de uma questão do mundo real. E não há motivação maior que essa!

No entanto, é preciso ter cuidado. O desenvolvimento de projetos costuma demandar bastante tempo e, por isso, geralmente fica restrito a momentos específicos do ano — como a semana da ecologia, por exemplo. O detalhe é que somente eventos dispersos não constroem hábitos. O ideal é, assim, que os alunos tenham um contato mais constante com o tema, incluindo desde a correlação da sustentabilidade com outros assuntos trabalhados em sala de aula até o simples ato de descartar o lixo corretamente.

Aliás, aqui vale um comentário: observe que definimos sustentabilidade na escola como as práticas e os ensinamentos conduzidos no ambiente escolar como um todo e não apenas na sala de aula! Portanto, as equipes docente e pedagógica, em conjunto, precisam estar atentas ao comportamento dos alunos em relação a esse tema até mesmo fora da sala, como no intervalo.

Para completar, independentemente da maneira como a escola aborda a sustentabilidade, precisa sempre reforçar com os jovens o porquê da importância desse assunto. Para a formação dos alunos, saber como preservar o meio ambiente é muito importante. Porém, saber o motivo por trás dessas ações é absolutamente indispensável, pois ajuda a construir uma consciência sobre o impacto de sua atitude sustentável para o planeta.

Como o tema deve ser trabalhado em casa?

Enquanto a escola ensina aos jovens sobre o porquê e a forma de desenvolver uma postura responsável em relação à sustentabilidade, é papel da família incentivar toda essa transformação. É muito importante, assim, que a família busque se alinhar ao que é ensinado na escola.

Um dos principais problemas acontece quando o aluno aprende algo na escola e, ao chegar em casa, vê esse aprendizado sendo deixado de lado. Isso o leva a questionar se aquele conhecimento é mesmo válido. E é claro que esse descompasso interfere na formação do hábito! Para evitar que isso aconteça, é necessário que haja comunicação e compromisso na relação entre escola e família. Os pais precisam estar envolvidos nos projetos e também apoiar as atitudes (até mesmo as menores) desenvolvidas no ambiente escolar.

Um bom exemplo é a separação do lixo entre orgânico, reciclável e lixo eletrônico. Se é feito na escola, os pais precisam incentivar que seja feito em casa também! Dessa maneira, o jovem entenderá que aquela atitude deve ser levada para a vida e não ficar restrita somente ao ambiente escolar.

Não tem mistério: a sustentabilidade precisa ser trabalhada conjuntamente pela instituição de ensino e pela família, não devendo ser tratada meramente como mais uma matéria escolar. Em vez disso, todos os envolvidos (inclusive os próprios estudantes) precisam tratá-la como um tema da vida real.

Aprender mais sobre a sustentabilidade, tanto na teoria quanto na prática, é a melhor forma de desenvolver uma atitude mais saudável na relação do ser humano com o meio ambiente. E o papel dos adultos (pais e escola) é guiar os jovens na formação dessa atitude. Essa é a melhor chance de criar gerações conscientes e responsáveis, capazes de preservar o planeta nos anos que virão. Pronto para mais essa missão?

Você já entendeu por que é importante desenvolver o tema da sustentabilidade na escola, certo? Agora que tal conferir também alguns exemplos mais práticos de como isso é feito? Confira nosso post com 7 atividades de sustentabilidade na escola!

 

Comentários

comentários