6 dicas para estimular o aprendizado de português nas crianças

6 dicas para estimular o aprendizado de português nas crianças

Proficiência no uso do português é algo que começa desde cedo no processo pedagógico. É importante que o aprendizado de nossa língua materna seja estimulado nas crianças, independentemente da habilidade associada à língua: escrita, fala, leitura e interpretação. E o acompanhamento dos pais é fundamental para esse processo. Mas quais seriam as melhores formas de colocar isso em prática? Quais atividades podem ser adotadas no processo pedagógico? Confira estas dicas práticas:

1. Utilize um português adequado na comunicação com a criança

É muito comum que pais e familiares utilizem uma linguagem inadequada em casa. Isso ocorre por diversos fatores: são ambientes informais, não há tanta preocupação com correção gramatical e pronúncia, há maior incidência de gírias e vocabulário inapropriado, entre outros aspectos.

Esse hábito, no entanto, estimula a criança a aprender português de forma errada. Afinal, existe exemplo maior para as crianças do que os próprios pais? Por isso é tão importante empregar uma linguagem correta em casa.

Isso vale para qualquer tipo de situação: nas conversas entre os pais, ao deixar um bilhete para os filhos, escolhendo a literatura infantil mais adequada para seu filho, ao falar com outras pessoas ao telefone etc. Em cada uma dessas situações, pode ter certeza que a criança não apenas observa suas atitudes, como também aprende com elas.

Assim, a principal forma de estimular o uso correto da língua portuguesa pelos filhos e começando por meio de nossas próprias atitudes. Os pais são peças imprescindíveis nesse processo.

2. Evite estimular a fala infantilizada

Ainda que esteja relacionada à sugestão anterior, essa sugestão vai além da prática do português correto em casa. Quanto mais nova a criança, mais comum é que adultos utilizem expressões e formas infantilizadas de se expressar com as crianças.

Inicialmente, essa é uma prática quase que natural, já que ela também se confunde com a forma com que bebês e crianças mais novas se expressam. Entretanto, ao reforçar a pronúncia dessa forma, pais, babás, domésticas, amigos de família e outros parentes acabam reforçando erros.

Um dos exemplos mais comuns desse tipo de reforço inadequado é o emprego do “r” nas palavras. Crianças em fase inicial de desenvolvimento da fala naturalmente têm dificuldade de pronunciá-lo, falando coisas como “blinquedo”. Se um adulto reitera a pronúncia errônea da palavra “brinquedo”, a criança deixa de se esforçar para utilizar o “r” corretamente.

Em médio e longo prazo, isso pode causar confusões não apenas na pronúncia da criança, como também em aspectos ortográficos, fonéticos e gramaticais. Por isso, evite ao máximo estimular a fala errada no dia a dia da criança. Empregue um português correto ao se comunicar e peça que as outras pessoas façam o mesmo.

3. Ouça e estimule que a criança se expresse nas mais variadas formas

Como pais, é importante que vocês estimulem as mais diferentes formas de expressão de uma criança. Seja por meio da escrita, da fala, musicalmente ou até mesmo por meio de desenhos, essas são maneiras de a criança evidenciar seus pensamentos e criatividade. Com o tempo, essas formas de expressão vão se aprimorando e se ajustando às normas padrão de comunicação, por meio de frases e textos coerentes, falas concatenadas e argumentativas, entre outras.

Pais que não estimulam seus filhos a se expressar, ou que repreendem de imediato essas tentativas de externalização criativa podem acabar prejudicando o desenvolvimento de habilidades importantes para seus filhos. O desenvolvimento da fala e da escrita, por exemplo, está diretamente associado à liberdade que a criança tem para se expressar, ao tanto que ela se sente confortável fazendo isso.

4. Faça do dicionário um bom amigo no aprendizado de português

Um dos aspectos mais importantes do aprendizado de uma língua diz respeito à expansão vocabular. Para que a criança saiba interpretar textos e expressões, bem como tenha uma fala mais coerente e dinâmica, é importante que ela esteja sempre em contato com palavras novas.

Uma das maneiras de colocar isso em prática é por meio da familiaridade com o dicionário no dia a dia da criança. Essa é uma ferramenta importante do aprendizado de português, que não deve ser negligenciada. Seja por meio de dicionários online, como o VOLP, ou o Dicio; seja por meio de exemplares físicos, vale a pena consultar esses recursos sempre que a criança fizer uma pergunta.

Além disso, para garantir mais autonomia ao processo de aprendizado, ensine aos poucos a criança a interpretar os símbolos fonéticos, as abreviações, sinônimos e outros tipos de recursos que os dicionários apresentam.

5. Atividades lúdicas são um trunfo: incorpore no lazer jogos que trabalham a língua

Para gerar efetivo engajamento no aprendizado, nada melhor do que tornar o processo pedagógico algo cada vez mais lúdico e interessante para as crianças. Essas atividades são um estímulo para o aprendizado da língua portuguesa por crianças, especialmente se empregadas adequadamente (sob supervisão e de acordo com a faixa etária de cada jogo).

Existem diversas atividades práticas e jogos, físicos e online, que podem te ajudar nessa tarefa. Eles variam desde os clássicos, como o jogo da forca, caça-palavras e as palavras cruzadas, até atividades mais sofisticadas, como jogos de separação de sílabas, memorização do alfabeto e jogo da memória com verbos.

Crianças que são estimuladas a praticar esses tipos de jogos acabam desenvolvendo mais rápido seus conhecimentos gramaticais, eliminando erros ortográficos e aprimorando sua capacidade de interpretação de texto. Em um mundo cada vez mais conectado às novas tecnologias, é importante estimular uma comunicação que vá além de abreviaturas, emoticons e curtidas.

6. Empregue a tecnologia a seu favor

Por falar em tecnologia, por que não empregar esse recurso também no aprendizado da língua portuguesa? Já citamos no item anterior alguns exemplos de jogos online que podem estimular a correção ortográfica, o conhecimento vocabular e a conjugação verbal. No entanto, existem outras formar de usar a tecnologia no processo pedagógico.

Por exemplo, existem apps específicos para estimular o estudo da língua em tablets e celulares: Português para Crianças; Busuu; literatura online no Kindle; e Sei +. Além disso, os próprios meios de comunicação podem ser ferramentas de aprendizado. Ao trocar mensagens com seus filhos (SMS, e-mail, WhatsApp etc.) e estimular que eles o façam com seus amigos, é possível dar mais sentido ao emprego correto da língua, com uma finalidade que os agrada. Desde que supervisionada e com equilíbrio, essa pode ser uma prática muito positiva para o aprendizado.

Com essas sugestões em mãos, fica mais fácil colocar em prática o aprendizado de português no processo pedagógico de crianças. Gostou deste conteúdo? Que tal conferir também um artigo sobre a importância do brincar para o desenvolvimento infantil?

Comentários

comentários